Didática da Computação na Perspectiva da Aprendizagem Ativa

  • Ronney Moreira de Castro Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Sean Wolfgand Matsui Siqueira Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro https://orcid.org/0000-0002-0864-2396
  • Sandrelena da Silva Monteiro Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo


Há uma demanda por mudanças na Educação, que implicam em repensar e inovar as práticas docentes. Esse trabalho apresenta a fundamentação para uma Didática da Computação, destacando a perspectiva da Aprendizagem Ativa (AA). Para o embasamento de Ensino de Computação e conteúdos e disciplinas correspondentes, realizei uma análise dos documentos da legislação e referenciais de formação de Cursos da Área da Computação no Brasil. Considerando as categorias emergentes das relações entre os elementos do triângulo didático, concebi o Hexágono da Didática. Esta representação possibilita um olhar integrado dos vértices e diagonais, bem como planejar o espaço-tempo de interconexão entre o saber-fazer docente. O Mapeamento Sistemático apoiou o entendimento e a construção de um artefato para disseminação de técnicas e tecnologias relacionadas a AA no ensino de Computação no Brasil. Entrevistas com docentes foram realizadas e analisadas com base no Método de Explicitação do Discurso Subjacente (MEDS) para promover uma reflexão sobre a prática docente com base no Hexágono proposto. Deste modo, a tese aqui resumida contribui para apoiar a estruturação desta área no Brasil, bem como promover uma reflexão das práticas atuais e propiciar a disseminação de técnicas e tecnologias.

Palavras-chave: Aprendizagem Ativa, Ensino de Computação, Práticas de Ensino, Método de Explicitação do Discurso Subjacente

Referências

Baron, G. L., Drot-Delange, B., Grandbastien, M., and Tort, F. (2014). “Computer science education in French secondary schools: Historical and didactical perspectives”. ACM Transactions on Computing Education (TOCE), 14(2), 1-27.


Barrett, T. W., Pizzico, M. C., Levy, B., and Nagel, R. L. (2015). “A Review of University Maker Spaces A Review of University Maker Spaces Introduction”. 122nd ASEE Annual Conference and Exposition, 116.


Berglund, A. and Lister, R.. (2010). “Introductory programming and the didactic triangle”. In Proceedings of the Twelfth Australasian Conference on Computing Education, v. 103 (pp. 35-44). Australian Computer Society, Inc.


Bort H., Bunde D. P., Butler Z.; Hovey C. L., and Taylor C. (2019). “Propagating Educational Innovations”. Proceedings of the 50th ACM Technical Symposium on Computer Science Education (SIGCSE ’19). Association for Computing Machinery, New York, NY, USA, 167–168.


Castro, R. M., Siqueira, S. W., Bastos, C. A. R., and Fernandes, M. C. P. (2018). “Active Learning in Practice: Techniques and Experiences in Information Systems Courses in Brazil”. In Active Learning Strategies in Higher Education. Emerald.


Castro, R. M. and Siqueira, S. (2019a). “ALCASYSTEM-Um Portal com Técnicas de Aprendizagem Ativa para Disciplinas da Área da Computação”. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, p. 1243.


Castro, R. M. and Siqueira, S. (2019b). “Técnicas Alternativas de Ensino (Aprendizagem Ativa) para Disciplinas da Computação: Um Mapeamento Sistemático no Contexto Brasil”. In Anais do Workshop de Informática na Escola, p. 1409.


Castro, R. M. and Siqueira, S. (2019c). “Metodologias, Técnicas, Ambientes e Tecnologias Alternativas Utilizadas no Ensino de Algoritmos e Programação no Ensino Superior no Brasil”. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, p. 228.


Furtado, A. B. (2018). “Elementos de Didática da Computação”. 1ªed. Belém: abfurtado.com.br, 345 p.


Genco, N.; Hölttä-Otto, K., and Seepersad, C. C. (2012). “An experimental investigation of the innovation capabilities of undergraduate engineering students”. Journal of Engineering Education, v. 101, n. 1.


Giraffa, L. M. M. and Móra, M. C. (2013). “Evasão e Disciplina de Algoritmo e Programação: Um Estudo a partir dos Fatores Intervenientes na Perspectiva do Aluno”. III Conferencia Latinoamericana Sobre El Abandono En La Educación Superior, 1–10.


Greer, T., Hao, Q., Jing, M., and Barnes, B. (2019). “On the effects of active learning environments in computing education”. In Proc. 50th ACM Technical Symposium on


Computer Science Education, pp. 267-272.


Hovey, C. L., Barker, L., and Luebs, M. (2019). “Frequency of Instructor-and Student- Centered Teaching Practices in Introductory CS Courses”. In Proc. 50th ACM


Technical Symposium on Computer Science Education, pp. 599-605.


Kansanen, P. and Meri, M. (1999). “The didactic relation in the teaching-studyinglearning process”. Didaktik/Fachdidaktik as Science of the Teaching profession, v. 2,


n. 1, 1999.


Libâneo, J. C. (2017). Didática. São Paulo: Cortez Editora.


Margaritis, M., Magenheim, J., Hubwieser, P., Berges, M., Ohrndorf, L., and Schubert, S. (2015). “Development of a competency model for computer science teachers at


secondary school level”. In 2015 IEEE Global Engineering Education Conference (EDUCON), pp. 211-220.


Mello, L. A. (2019) A propose of rules defining as a didactic transposition should occur or be achieved-the generalized didactic transposition theory. 2019.


http://www4.pucsp.br/pensamentomatematico/brousseau.html


Mitchell, A., Petter, S., and Harris, A. L. (2017). “Learning by doing: Twenty successful active learning exercises for information systems courses”. Journal of Information Technology Education: Innovations in Practice, 16(1), 21-46.


Morais, P. S., Rosa, J. C., Marinho, A. R. S., and Matos, E. (2018). “Formação Docente na Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência da Computação: um recorte das regiões Norte e Nordeste”. In Anais do XXVI Workshop sobre Educação em Computação.


Morgan, M., Butler, M., Sinclair, J., Gonsalvez, C., and Thota, N. (2018). “Contrasting CS student and academic perspectives and experiences of student engagement”. In Proceedings Companion of the 23rd Annual ACM Conference on Innovation and Technology in Computer Science Education (pp. 1-35).


Oliveira, C. M., Pereira, R., Galvão, L., Peres, L., and Schultz, E. (2019). “Utilização de Desafios para o Desenvolvimento do Pensamento Computacional no Ensino Superior: um relato de experiência”. Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE (Vol. 30, No. 1, p. 2005).


Rosa, S., Chmiel, A. and Gómez, F. (2016). “Philosophy of Computer Science and its Effect on Education: Towards the Construction of an Interdisciplinary Group”. CLEI


Electronic Journal, 19(1), 5-5.


Sedelmaier, Y. and Landes, D. (2017). “Experiences in Teaching and Learning Requirements Engineering on a Sound Didactical Basis”. In Proc. ACM Conference on Innovation and Technology in Computer Science Education, pp. 116-121.


Syeda, A. N., Engineer, R., and Simion, B. (2020). “Analyzing the Effects of Active Learning Classrooms in CS2”. In Proc. 51st ACM Technical Symposium on Computer Science Education, pp. 93-99.


Zorzo, A. F., Nunes, D., Matos, E., Steinmacher, I., de Araujo, R. M., Correia, R., and Martins, S. (2017). “Referenciais de Formação para os Cursos de Graduação em Computação”. Sociedade Brasileira de Computação (SBC). 153p, 2017.
Publicado
24/11/2020
Como Citar

Selecione um Formato
CASTRO, Ronney Moreira de; SIQUEIRA, Sean Wolfgand Matsui; MONTEIRO, Sandrelena da Silva. Didática da Computação na Perspectiva da Aprendizagem Ativa. In: S WORKSHOPS DO CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO (WCBIE), 9. , 2020, Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 31-40. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wcbie.2020.31.