Uma Estratégia de Ensino de Desenho Técnico por meio de Pensamento Computacional

  • Edmar Piacentini Jr UTFPR
  • Eduardo Filgueiras Damasceno UTFPR

Resumo


Este artigo curto aborda as limitações de aprendizagem na representação de desenhos de projeto na Engenharia, devido à compreensão das técnicas de abstração e dos processos cognitivos envolvidos, como o raciocínio lógico, sistemático e espacial. Apesar de estratégias de ensino existentes, estas ainda carecem de uma abordagem mais sistematizada e científica. Destarte propõe-se uma estratégia de ensino baseada no pensamento computacional para facilitar a compreensão dos modelos representativos de objetos e soluções de desenho de projeto.

Referências

Alves, G. M. (2009). O desenho analógico e o desenho digital: a representação do projeto arquitetônico influenciado pelo uso do computador e as possíveis mudanças no processo projetivo em arquitetura.

Bagley, S. and Rabin, J. M. (2016). Students’ use of computational thinking in linear algebra. International Journal of Research in Undergraduate Mathematics Education, 2(1):83–104.

Berland, M. and Wilensky, U. (2015). Comparing virtual and physical robotics environments for supporting complex systems and computational thinking. Journal of Science Education and Technology, 24(5):628–647.

da Costa, A. P. (2020). Pensamento geométrico: em busca de uma caracterização à luz de fischbein, duval e pais. Revista Paranaense de Educação Matemática, 9(18):152–179.

Fardin, S. C. S. G. (2020). Abordagem ativa no processo de ensino-aprendizagem na disciplina de desenho técnico. Revista Docência do Ensino Superior, 10:1–17.

Liu, J. and Wang, L. (2010). Notice of retraction: Computational thinking in discrete mathematics. In 2010 Second International Workshop on Education Technology and Computer Science, volume 1, pages 413–416. IEEE.

Lyon, J. A. and J. Magana, A. (2020). Computational thinking in higher education: A review of the literature. Computer Applications in Engineering Education, 28(5):1174–1189.

Magana, A. J. and Silva Coutinho, G. (2017). Modeling and simulation practices for a computational thinking-enabled engineering workforce. Computer Applications in Engineering Education, 25(1):62–78.

Santana, A. L. M. and Martins, P. (2017). Desenvolvimento e avaliação de modificação do jogo minecraft para estimular o pensamento computacional em estudantes do ensino médio. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, volume 6, page 92.

Silapachote, P. and Srisuphab, A. (2017). Engineering courses on computational thinking through solving problems in artificial intelligence.

Tedre, M. and Denning, P. J. (2016). The long quest for computational thinking. In Proceedings of the 16th Koli Calling International Conference on Computing Education Research, Koli Calling ’16, page 120–129, New York, NY, USA. Association for Computing Machinery.

Valencia, R. A. M., Ruiz, J. M. T., and Vega, A. R. (2022). Pensamiento lógico y programática computacional en estudiantes de ingeniería. VISUAL REVIEW. International Visual Culture Review/Revista Internacional de Cultura Visual, 9(Monográfico):1–9.

Wu, J., Wang, Y., Kong, H., and Zhu, L. (2019). How to cultivate computational thinking-enabled engineers: a case study on the robotics class of zhejiang university. In 2019 ASEE Annual Conference & Exposition.
Publicado
23/08/2023
Como Citar

Selecione um Formato
PIACENTINI JR, Edmar; DAMASCENO, Eduardo Filgueiras. Uma Estratégia de Ensino de Desenho Técnico por meio de Pensamento Computacional. In: CONGRESSO SOBRE TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO (CTRL+E), 8. , 2023, Santarém/PA. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2023 . p. 429-433. DOI: https://doi.org/10.5753/ctrle.2023.231526.