Um Jogo Educacional para Ensino do Pensamento Computacional para Pessoas com Deficiência Intelectual

Resumo


O aprendizado do Pensamento Computacional possibilita o desenvolvimento de novas capacidades cognitivas, permitindo que pessoas com Deficiência Intelectual possam superar algumas de suas dificuldades. Como ferramenta metodológica, os Jogos Digitais Educacionais se apresentam como uma possibilidade para o ensino dos conceitos computacionais para crianças com Deficiência Intelectual de maneira divertida e lúdica. Desta forma, o presente trabalho propõe um jogo educacional digital para auxiliar no desenvolvimento do Pensamento Computacional em crianças com Deficiência Intelectual com base em atividades cotidianas.

Link para o vídeo da apresentação: https://youtu.be/FlM2g8UQkyE

Palavras-chave: Jogos digitais educacionais, Pensamento computacional, Deficiência intelectual

Referências

Maria Claudia Buzzi, Marina Buzzi, EricoPerrone, and Caterina Senette. 2019. Personalized technology-enhanced training for people with cognitive impairment. Universal Access in the Information Society 18, 4 (2019), 891–907.

Maria T. A. Cerqueira. 2008. Estratégias de ensino-aprendizagem para a pessoa com deficiência intelectual de 12 a 18 anos. Curitiba, Paraná, Brasil. 13 (2008), 1068–2.

Aimi T. de Oliveira, Barbara S. Saddy, Daniel C. Mograbi , and Cristina L. M. Coelho. 2015. Jogos eletrônicos na perspectiva da avaliação interativa: ferramenta de aprendizagem com alunos com deficiência intelectual. Revista Neuropsicologia Latinoamericana 7, 3 (2015), 28–35.

Carla Fisher. 2014. Designing games for children: Developmental, usability, and design considerations for making games for kids. CRC Press.

Rosiane Freitas, Fernanda G. S. Pires, and João R. S. Bernardo. 2018. Desenvolvendo Pensamento Computacional através de jogos: uma análise da participação de meninos e meninas. XIII Conferência Latino-americana de Tecnologias de Aprendizagem (2018).

Pascal Guitton, Hélène Sauzéon, and Pierre-Antoine Cinquin. 2019. Accessibility of Immersive Serious Games for Persons with Cognitive Disabilities. In 2019 IEEE International Symposium on Mixed and Augmented Reality Adjunct (ISMARAdjunct). IEEE, 443–447.

Angel Jaramillo-Alcázar, Sergio Luján-Mora, and Luis Salvador-Ullauri. 2017. Accessibility assessment of mobile serious games for people with cognitive impairments. In 2017 International Conference on Information Systems and Computer Science (INCISCOS). IEEE, 323–328.

Patricia S. Leite and Vinícius G. Mendonça. 2013. Diretrizes para game design de jogos educacionais. In Proc. SBGames, Art Design Track. 132–141.

Fernanda F. O. Malaquias, Edgard A. Lamounier Jr, Alexandre Cardoso, Cleusa A. O. Santos, and Márcia A. B. Pacheco. 2012. VirtualMat: um ambiente virtual de apoio ao ensino de matemática para alunos com Deficiência Mental. Revista Brasileira de Informática na Educação 20, 2 (2012), 17.

Seymour Papert. 2008. A Máquina das Crianças: repensando a escola na era digital. ed. ren. Porto Alegre: Artemed (2008).

Adriano Pessini, Avanilde Kemczinski, and Marcelo S. Hounsell. 2015. Uma Ferramenta de Autoria para o desenvolvimento de Jogos Sérios do Gênero RPG. Anais do Computer on the Beach (2015), 071–080.

Jeannette M. Wing. 2006. Computational thinking. Commun. ACM 49, 3 (2006), 33–35.

Jeannette M Wing. 2010. Computational Thinking: What and Why? (2010). Disponível em: <http://www.cs.cmu.edu/~CompThink/resources/TheLinkWing.pdf>. Acesso em: 15 abr. 2021.
Publicado
26/04/2021
Como Citar

Selecione um Formato
DUTRA, Taynara; GASPARINI, Isabela; MASCHIO, Eleandro. Um Jogo Educacional para Ensino do Pensamento Computacional para Pessoas com Deficiência Intelectual. In: LABORATÓRIO DE IDEIAS - SIMPÓSIO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM COMPUTAÇÃO (EDUCOMP), 1. , 2021, On-line. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2021 . p. 07-08. DOI: https://doi.org/10.5753/educomp_estendido.2021.14848.