Proposta de Mapa Interativo e Colaborativo para Ecossistemas de Inovação: Um Estudo de Caso Baseado no Estado do Ceará

  • Rommel Castro UECE
  • Allyson Allex Araújo UFC
  • Pamella Soares UECE
  • Matheus Paixão UECE
  • Paulo Henrique M. Maia UECE
  • Jerffeson Souza UECE

Resumo


A colaboração entre os agentes que entrelaçam um ecossistema de inovação demonstra-se uma importante pauta socioeconômica a ser explorada. Dentre as iniciativas que contribuem para tal consolidação, destaca-se a adoção de mapas interativos que, apesar de relevantes, enfrentam uma lacuna empírica quanto à avaliação de elementos associados à Interação Humano-Computador. Diante dessa oportunidade, esta pesquisa objetiva desenvolver e avaliar um mapa interativo e colaborativo explorando o estado do Ceará como estudo de caso que, mesmo reconhecidamente proeminente, ainda não dispõe de iniciativas intrinsecamente open source, de expressão estadual e colaborativa para mapeamento dos seus agentes. Sob um escopo metodológico qualiquantitativo, este trabalho se justifica devido ao seu enquadramento dentro da dinâmica de difusão da inovação. Portanto, além da disponibilização de uma solução open source aderente ao Modelo 4C de Colaboração, este trabalho contribui, de forma pioneira, na condução de um experimento para avaliação empírica de Experiência do Usuário, Usabilidade e Percepção de Valor no contexto de um ecossistema de inovação brasileiro.

Referências

Bardin, L. (2010). Análise de conteúdo. 4th ed. Lisboa: Edições.

Castro, R., Araújo, A. A., Soares, P., Paixão, M., Maia, P., and Souza, J. (2020). Página de suporte - proposta de mapa interativo e colaborativo para ecossistemas de inovação: Um estudo de caso baseado no estado do ceará. Disponível em: http://gesid.github.io/papers/mapa-inovacao. Acesso em: 04/01/2021.

Costa, A. P., Loureiro, M. J., and Reis, L. P. (2014). Do modelo 3c de colaboração ao modelo 4c: Modelo de análise de processos de desenvolvimento de software educativo. Revista Lusófona de Educação, (27):181–200.

do Nordeste, D. (2020). Ambiente promissor fará ceará avançar na inovação, aponta estudo. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/negocios/ambiente-promissor-fara-ceara-avancar-na- inovacao-aponta-estudo-1.2999029. Acesso em: 12/10/2020.

Faulkner, L. (2003). Beyond the ve-user assumption: Benets of increased sample sizes in usability testing. Behavior Research Methods, Instruments, & Computers, 35(3):379–383.

Hassenzahl, M. (2004). The interplay of beauty, goodness, and usability in interactive products. Human–Computer Interaction, 19(4):319–349.

IPEA (2016). Nota técnica – inovação no brasil: crescimento marginal no período recente. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/nota tecnica/20161209 nt 34.pdf. Acesso em: 04/01/2021.

Jin-fu, W. (2010). Framework for university-industry cooperation innovation ecosystem: Factors and coun- termeasure. In 2010 International Conference on Challenges in Environmental Science and Computer Engineering, volume 2, pages 303–306. IEEE.

Lemos, C. (2009). Inovação na era do conhecimento. Parcerias estratégicas, 5(8):157–180.

MacEachren, A. M. and Kraak, M.-J. (2001). Research challenges in geovisualization. Cartography and geographic information science, 28(1):3–12.

Melo, íA., Fernandes, C., Jardim, M., and Barreto, R. (2017). Modelo 3c de colaboração aplicado ao uso de um repositório para o desenvolvimento de interfaces para autistas. In Anais do XIV Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos, pages 297–311. SBC.

Rogers, Y., Sharp, H., and Preece, J. (2013). Design de Interação. Bookman Editora.

Schumpeter, J. A. et al. (1939). Business cycles, volume 1. McGraw-Hill New York.

Spinosa, L. and Krama, M. (2014). Ecossistema de inovação e meio urbano: principais desafios para seus gestores.

Tidd, J. and Bessant, J. (2015). Gestão da inovação. 5th ed. Bookman Editora.

Valentim, N. M. C., Silva, W., and Conte, T. (2015). Avaliando a experiência do usuário e a usabilidade de um aplicativo web móvel: Um relato de experiência. In XVIII Congresso Ibero-Americano em Engenharia de Software (CIbSE), page 788.

Wazlawick, R. S. (2009). Metodologia de pesquisa para ciência da computação. Elsevier.

Winckler, M. and Pimenta, M. S. (2002). Avaliação de usabilidade de sites web. In Anais da Escola de Informática da SBC SUL (ERI). Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação (SBC), volume 1, pages 85–137.

Wohlin, C., Runeson, P., Höst, M., Ohlsson, M. C., Regnell, B., and Wesslén, A. (2012). Experimentation in software engineering. Kluwer Academic Publishers, Norwell, MA, USA.

Yin, R. K. (2017). Case study research and applications: Design and methods. Sage publications.
Publicado
12/04/2021
Como Citar

Selecione um Formato
CASTRO, Rommel; ARAÚJO, Allyson Allex; SOARES, Pamella; PAIXÃO, Matheus; MAIA, Paulo Henrique M.; SOUZA, Jerffeson. Proposta de Mapa Interativo e Colaborativo para Ecossistemas de Inovação: Um Estudo de Caso Baseado no Estado do Ceará. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SISTEMAS COLABORATIVOS (SBSC), 17. , 2021, Evento Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2021 . p. 59-70. ISSN 2326-2842. DOI: https://doi.org/10.5753/sbsc.2021.16021.