Intervenção em Turmas de Jovens e Adultos numa Escola da Rede Pública do Recife, Multidisciplinaridade e Uso da Ferramenta Blockly Games: Um Relato de Experiência

  • Marcela Portela S. de Figueiredo UFRPE
  • Elidiene Gomes de Oliveira Lima Escola Municipal Senador Ermírio de Moraes
  • Gilberto Amado de Azevedo Cysneiros Filho UFRPE

Resumo


Jogos digitais são cada vez mais aplicados como ferramentas de suporte ao ensino. Como aplicar jogos digitais no ambiente educacional ainda é uma área de pesquisa. Esse artigo descreve uma experiência de desenvolvimento de um jogo adaptado do Blockly Games e aplicá-lo com alunos de turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA). O objetivo do jogo é ensinar assuntos relacionados a Matemática, Educação Ambiental e Programação. O resultado do experimento foi que 43,75% dos estudantes se mostraram satisfeitos ou muito satisfeitos com o jogo. Em relação à percepção de aprendizado, 81,25% acreditam terem aprendido matemática, 87,5% acreditam terem aprendido lógica e 93% acreditam ter aprendido noções de reciclagem.

Referências

FRASER, N. Ten Things We’ve Learned from Blockly. IEEE Blocks and Beyond Workshop, 2015.

FREITAS, F.A. DA, MAIA, P.H.M., BASÍLIO, J.O. PROGAME – Ambiente educacional gamificado com elementos dos descritores de matemática do sistema permanente de avaliação da educação básica do Ceará. VII Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE), 2018.GLUSHKOVAL, T. Application of Block programming and Game-Based Learning to Enhance Interest in Computer Science. Journal of innovations and Sustainability. n.1, p. 21-32, 2016.

GONZÁLES, L; GOMEZ,M.C.; ECHEVERRI, J. A. Motivation and Virtual Education in computer science: case universidad de Medellín-Colombia. 1176 IEEE Látin America Transactions, v. 15, n. 6, junho 2017.GOOGLE, Blockly Games. Disponível em: Acesso em 02 de janeiro de 2019.

HEIN, E., MASCHIO, E., MARCZAL, D., FILHO, P.L. RASPIBLOCOS: Ambiente de Programação Didático Baseado em Raspberry Pi e Blockly. Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE), 2015.

LEITÃO, D.A., CASTRO, J.B.DE.A Construção de Recursos Digitais de Matemática: uma experiência de autoria com o Scratch. VII Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE), 2018.

MATOS, J.S.C., MATOS, F.B. O uso da Gamificação no projeto “Português Divertido”, uma proposta de interdisciplinaridade. II Congresso sobre Tecnologias na Educação (Ctrl+E), 2017.

MEC, Trabalhando com a Educação de Jovens e Adultos :Alunos e Alunas do EJA. 2006.

OLIVEIRA, T.M de, BITENCOURT, R., MONTEIRO, W.M. Experiências com Gamificação no Ensino de Computação para Jovens e Adultos no Sertão Pernambucano. Proceedings of SBGames 2016, 2016.

PAGANI, E.R, BOLZAN., M. de S. Ensinando Física através da Gamificação.VII Encontro Científico de Física Aplicada, 2016.

SILVA, J.B.DA, SALES, G.L., CASTRO, J.B. Gamificação de uma sequência didática como estratégia para motivar a atitude potencialmente significativa dos alunos no ensino de óptica geométrica. VII Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE), 2018.

SOUZA JUNIOR, J. C. de ; FIGUEIREDO, M. P.S. de ; MONTEIRO, Y.; CYSNEIROS, G. A. de A. .Realidade Virtual, Gamificação e Interdisciplinaridade, os norteadores para inovar a aula de História e de Geografia-Uma experiência vivenciada no Colégio CBV. V Congresso Nacional de Educação – CONEDU, 2018.

WILDSON, M.C., FRANZEN, E., GOMES, E.R. HELPBLOCK: uma ferramenta web baseada na biblioteca Blockly para apoio ao ensino de algoritmos. Revista Tecnologias na Educação , v. 25, 2018
Publicado
02/12/2019
Como Citar

Selecione um Formato
DE FIGUEIREDO, Marcela Portela S.; LIMA, Elidiene Gomes de Oliveira; CYSNEIROS FILHO, Gilberto Amado de Azevedo. Intervenção em Turmas de Jovens e Adultos numa Escola da Rede Pública do Recife, Multidisciplinaridade e Uso da Ferramenta Blockly Games: Um Relato de Experiência. In: CONGRESSO SOBRE TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO (CTRL+E), 4. , 2019, Recife. Anais do IV Congresso sobre Tecnologias na Educação. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, dec. 2019 . p. 561-567. DOI: https://doi.org/10.5753/ctrle.2019.8932.