Acessibilidade e Identidade Digital: um estudo de caso acerca da adequação do portal institucional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense

  • Jefferson Chaves IFC
  • Yuri Salvador IFC
  • Jeliel Braz IFC
  • Marcio Piffer IFC
  • Erick Hostin IFC
  • Ivo Riegel IFC

Resumo


As orientações gerais e práticas na implementação de portais governamentais são baseadas em diversas padronizações. Assim, este trabalho visa apresentar um panorama da adoção de tais padrões via um estudo de caso e adequação do portal institucional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense. Esses objetivos se dividiram em dois momentos: (a) re-implementar o sı́tio existente em consideração aos padrões de acessibilidade atuais, obedecendo os modelos preconizados, os Padrões web, a Lei de Acesso à Informação e o Decreto n o 5.296, de 2004 do Governo Federal e; (b) aprimorar a área administrativa da aplicação atendendo critérios de segurança e escala em aderência ao padrão do governo provendo acessibilidade e acesso ubı́quo.

Palavras-chave: identidade digital, acessibilidade, padronização, ensino, educação

Referências

ACOSTA, T.; LUJ ´AN-MORA, S.; ACOSTA-VARGAS, P. Method for accessibility assessment of heading in online editors. In: ACM. Proceedings of the 2017 9th International Conference on Education Technology and Computers. [S.l.], 2017. p. 243–247.

BOSCH, A. L. Van den; JONG, M. D. D.; ELVING, W. J. How corporate visual identity supports reputation. Corporate Communications: An International Journal, Emerald Group Publishing Limited, v. 10, n. 2, p. 108–116, 2005.

BRASIL. Portaria no 3, de 7 de maio de 2007. 2007. Dispon´ıvel em: ?https: //www.governodigital.gov.br/documentos-e-arquivos/legislacao/portaria3 eMAG.pdf?. Acesso em: 25 mar. 2019.

DURAN, M. What we found when we tested tools on the world’s least-accessible webpage - Accessibility in government. 2019. Dispon´ıvel em: ?https://accessibility.blog.gov.uk/2017/02/24/ what-we-found-when-we-tested-tools-on-the-worlds-least-accessible-webpage/?. Acesso em: 16 mar. 2019.

ENAP. Escola Nacional de Administracao Publica. eMAG Modelo de Acessibilidade de Governo Eletronico. 2015. Curso a distancia.

FERRAZ, R. Acessibilidade na Web. S˜ao Paulo: Senac, 2017.

FREIRE, A. P.; BITTAR, T. J.; FORTES, R. P. An approach based on metrics for monitoring web accessibility in brazilian municipalities web sites. In: ACM. Proceedings ofthe 2008 ACM symposium on Applied computing. New York, NY, USA, 2008.

GHISLENI, T. S. Portais institucionais na web: analise de anuncios publicitarios no ecossistema midiatico. Santa Maria, RS, Brasil, 2016.

HYV ¨ARINEN, E. Modern wordpress development tools. Metropolia Ammattikorkea- koulu, 2018. Disponıvel em: ?https://www.theseus.fi/handle/10024/145428?. Acesso em: 17 mar. 2019.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estat´ıstica. Censo demogr´afico 2010: caracter´ısticas gerais da populac¸ ˜ao, religi˜ao e pessoas com deficiˆencia. 2012. Dispon´ıvel em: ?https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/ caracteristicas religiao deficiencia/default caracteristicas religiao deficiencia.shtm?. Acesso em: 20 mar. 2019.

MINISTERIO DO PLANEJAMENTO, ORC¸ AMENTO E GESTAO. Brasil. eMAG Modelo de Acessibilidade em Governo Eletronico. Bras´ılia: MP, SLTI, 2014. Vers˜ao 3.1. Disponıvel em: ?https://www.governodigital.gov.br/documentos-e-arquivos/eMAGv31. pdf?. Acesso em: 25 mar. 2019.

PETRIE, H. et al. Remote usability evaluations with disabled people. In: ACM. Proceedings ofthe SIGCHI conference on Human Factors in computing systems. New York, NY, USA, 2006. p. 1133–1141.

QUEIROZ, M. A. Bengala Legal. 2008. Disponıvel em: ?http://www.bengalalegal.com/?. Acesso em: 20 mar. 2019.

TOMAEL, M. I. Fontes de informacao na Internet. Londrina: Eduel, 2008.

UNIDADE DE ACESSO. Fundacao para a Ciencia e a Tecnologia. Nota tecnica do validador accessmonitor. 2012. Disponıvel em: ?http://www.acessibilidade.gov.pt/ accessmonitor/nota tecnica.html?. Acesso em: 16 mar. 2019.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM. Web content accessibility guidelines overview. 2007. Dispon´ıvel em: ?https://www.w3.org/WAI/standards-guidelines/wcag/?. Acesso em: 20 mar. 2019.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM. Web content accessibility guidelines 2.1. 2018. Dispon´ıvel em: ?https://www.w3.org/TR/WCAG21/?. Acesso em: 25 mar. 2019.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM BRASIL. Cartilha de Acessibilidade na Web. 2013. Dispon´ıvel em: ?http://www.w3c.br/pub/Materiais/PublicacoesW3C/ cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I.html?. Acesso em: 20 mar. 2019.
Publicado
26/06/2019
Como Citar

Selecione um Formato
CHAVES, Jefferson; SALVADOR, Yuri ; BRAZ, Jeliel ; PIFFER, Marcio ; HOSTIN, Erick ; RIEGEL, Ivo . Acessibilidade e Identidade Digital: um estudo de caso acerca da adequação do portal institucional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense. In: ENCONTRO NACIONAL DE COMPUTAÇÃO DOS INSTITUTOS FEDERAIS (ENCOMPIF), 6. , 2019, Belém. Anais do VI Encontro Nacional de Computação dos Institutos Federais. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, june 2019 . DOI: https://doi.org/10.5753/encompif.2019.6355.