Formação Continuada de Professores da Educação Básica para o Ensino de Algoritmos e Programação

Resumo


Introduzir o ensino de computação na escola requer professores com competências básicas de computação. No entanto, como professores com licenciatura em computação são escassos, algumas iniciativas visam formar professores de outras áreas. Nesse contexto, este artigo apresenta um curso com professores, abrangendo competências básicas de computação, incluindo conhecimentos pedagógicos e tecnológicos para possibilitar o ensino de computação de maneira multidisciplinar em suas respectivas disciplinas seguindo uma abordagem construcionista. Resultados de uma primeira aplicação demonstram a viabilidade e a contribuição positiva da formação continuada de professores para o ensino de computação na Educação Básica.
Palavras-chave: formação continuada, professores, educação básica, computação, algoritmos, programação

Referências

Alves, N. da C., Gresse von Wangenheim, C., Rodrigues, P., Hauck, J., Borgatto, A. (2016) “Ensino de Computação de Forma Multidisciplinar em Disciplinas de História no Ensino Fundamental – Um Estudo de Caso”. Revista Brasileira de Informática na Educação, 24(3).


Basili, V. R., Caldiera, G., Rombach, H. D. (1994) “Goal Question Metric Paradigm”. Enc. of Software Engineering, John Wiley & Sons.


Branch, R. M. (2009) “Instructional Design: The ADDIE Approach”. New York: Springer.


CSTA. ACM. (2016) “CSTA K –12 Computer Science Framework”. Disponível em: https://csteachers.org/. Acesso em: maio de 2020.


De Kereki, I. F., Manataki, A. (2016) “Code Yourself and A Programar: a bilingual MOOC for teaching Computer Science to teenagers”. In: Proc. of the Frontiers in Education Conference, Erie, PA, EUA.


Ferreira, M. N. F., Pinheiro, F. da C., Gresse von Wangenheim, C., Filho, R. M., Hauck, J. C. R. (2020). Ensinando design de interface de usuário de aplicativos móveis no ensino fundamental. Revista Brasileira de Informática na Educação, 28.


Gal-Ezer, J., Stephenson, C. (2010) “Computer science teacher preparation is critical”. ACM Inroads, 1(1), 61-66.


Granor, N., Delyser, L. A., Wang, K. (2016) “TEALS: Teacher Professional Development Using Industry Volunteers”. In: Pro. of the 47th ACM Technical Symposium on Computing Science Education, Memphis, EUA, 60-65.


Gresse von Wangenheim, C., Petri, G., Zibetti, A. W., Borgatto, A. F., Hauck, J. C. R., Pacheco, F. S., Missfeldt Filho, R. (2017) “dETECT: A Model for the Evaluation of Instructional Units for Teaching Computing in Middle School”. Informatics in Education, 16(2), 301-318.


Gresse von Wangenheim, C., Medeiros, G., Filho, R., Petri, G., Pinheiro, F., Ferreira, M., Hauck, J. C. R. (2019) “Desenvolvimento e Avaliação de um Jogo de Tabuleiro para Ensinar o Conceito de Algoritmos na Educação Básica”. Revista Brasileira de Informática na Educação, 27(3).


Grover, S., Pea, R. (2013) “Computational thinking in K–12: A review of the state of the field”. Educational Researcher, 42(1), 38–43.


Goode, J. (2008) “Increasing Diversity in K-12 Computer Science: Strategies from the Field”. In: Proc. of the 39th SIGCSE Technical Symposium on Computer Science Education, Portland, OR, EUA.


INEP. (2019) “Sinopse Estatística da Educação Superior 2018”. Disponível em: http://inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em: maio de 2020.


INEP. (2016) “Notas Estatísticas Censo Escolar da Educação Básica”. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/notas_estatisticas/2017/notas_estatisticas_censo_escolar_da_educacao_basica_2016.pdf. Acesso em: maio de 2020.


INEP. (2017) “Microdados da Prova Brasil”. Disponível em: https://www.qedu.org.br/brasil/pessoas/professor. Acesso em: maio de 2020.


Kretzer, F. M. (2020). “Desenvolvimento de uma Unidade Instrucional para Formação de Professores da Educação Básica para o Ensino de Computação”. TCC, CCO/INE/UFSC, Florianópolis, Brasil.


Kretzer, F. M., Gresse von Wangenheim, C., Hauck, J. C. R., Pacheco, F. S. (2020) “Formação Continuada de Professores para o Ensino de Algoritmos e Programação na Educação Básica: Um Estudo de Mapeamento Sistemático”. Revista Brasileira de Informática na Educação, 28, 389-419.


Liu, J., Lin, C. H., Hasson, E. P., Barnett, Z., Xu, Y. I. (2011) “Introducing computer science to K-12 through a summer computing workshop for teachers”. In: Proc. of the 42nd ACM Technical Symposium on Computer Science Education, Dallas, EUA, 389-394.


Martinez, M., Gomez, M. J., Moresi, M., Benotti, L. (2016) “Lessons Learned on Computer Science Teachers Professional Development. In: Proc. of the ACM Conference on Innovation and Technology in Computer Science Education, Arequipa, Peru, 77-82.


Mishra, P., Koehler, M. J. (2006) “Technological Pedagogical Content Knowledge: A Framework for Teacher Knowledge”. Teachers College Record, 108(6), 017-1054.


SBC (2018) “Diretrizes para ensino de computação na Educação Básica”. Disponível em: http://www.sbc.org.br/documentos-da-sbc/send/131-curriculos-de-referencia/1177-diretrizes-para-ensino-de-computacao-na-educacao-basica.


Tissenbaum, M., Sheldon, J., Abelson, H. (2019) “From Computational Thinking to Computational Action”. ACM Interactions, 62(3), 34-36.


Wing, J. M. (2006) “Computational thinking”. Communications of the ACM, 49(3), 33.


Yin, R. K. (2009) “Case Study Research: Design and Methods”. SAGE, 4 ed.
Publicado
24/11/2020
Como Citar

Selecione um Formato
DA CRUZ ALVES, Nathalia; KRETZER, Fabíola Maria; VON WANGENHEIM, Christiane Gresse; FORTUNA FERREIRA, Miriam Nathalie; ROSSA HAUCK, Jean Carlo. Formação Continuada de Professores da Educação Básica para o Ensino de Algoritmos e Programação. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 31. , 2020, Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 11-20. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.sbie.2020.11.