Uma Proposta de Avaliação da Originalidade do Produto no Ensino de Algoritmos e Programação na Educação Básica

Resumo


A criatividade é uma competência importante no século XXI e pode ser desenvolvida como parte do ensino de computação por meio do desenvolvimento de apps. Atualmente, não existe um consenso sobre todas as características do produto criativo. No entanto, a originalidade é considerada uma das mais importantes. Assim, este artigo apresenta um modelo para avaliar a originalidade de apps criados por alunos no contexto do ensino de computação usando a abordagem Use-Modifique-Crie. O modelo foi sistematicamente derivado a partir de referenciais teóricos da criatividade, definindo rubricas e fornecendo um primeiro passo na avaliação da originalidade no ensino de computação por meio do desenvolvimento de apps.
Palavras-chave: criatividade, avaliação, aplicativo, App Inventor

Referências

Allen, S., Knight, J. (2009). A Method for Collaboratively Developing and Validating a Rubric. International Journal for the Scholarship of Teaching and Learning, 3(2), 10.


Alves N. da C., Gresse von Wangenheim, C., Martins-Pacheco, L. H. (2020). Assessing Product Creativity in Computing Education: A Systematic Mapping Study. Informatics in Education. (in-press)


Basili, V. R., Caldiera, G., Rombach, H. D. (1994). The goal question metric approach. In Encyclopedia of Software Engineering, John Wiley.


Basu, S. (2019). Using Rubrics Integrating Design and Coding to Assess Middle School Students’ Open-ended Block-based Programming Projects. In Proc. of the 50th Technical Symposium on Computer Science Education, 1211–1217. ACM.


Bennett, V. E., Koh, K. H., Repenning, A. (2013). Computing creativity: divergence in computational thinking. In Proc. of the 44th Technical Symposium on Computer Science Education, 359–364. ACM.


Besemer, S., Treffinger, D. J. (1981). Analysis of Creative Products: Review and Synthesis. Journal of Creative Behavior, 15(3), 158-178.


Cavallo, D., Singer, H., Gomes, A., Bittencourt, I., Silveira, I. (2016). Inovação e Criatividade na Educação Básica: Dos conceitos ao ecossistema. Revista Brasileira de Informática na Educação, 24(2).


Clements, D. H. (1995). Teaching creativity with computers. Educational Psychology Review, 7, 141–161.


Ferreira, M. N. F., Pinheiro, F. da C., Gresse von Wangenheim, C., Filho, R. M., Hauck, J. C. R. (2020). Ensinando design de interface de usuário de aplicativos móveis no ensino fundamental. Revista Brasileira de Informática na Educação, 28.


Gal, L., Hershkovitz, A., Morán, A. E., Guenaga, M., Garaizar, P. (2017). Suggesting a log-based creativity measurement for online programming learning environment. In Proc. of the 4th Conference on Learning at Scale, 273-277. ACM.


Garrett, J. (2010). The Elements of User Experience: User-Centered Design for the Web and Beyond, (2nd. ed.). New Riders Publishing, USA.


Hauck, J. C. R, Gresse von Wangenheim, C., Medeiros, G., Filho, R. M., Alves N., Laurentino, S., Santos, V. (2018). Jovens tutores de programação: um relato de experiência. Revista Eletrônica de Extensão UFSC, 15(29).


Jackson, P. W., Messick, S. (1964). The Person, The Product, and the Response. ETS Research Bulletin Series, 2, i-27.


Lye, S. Y., Koh, J. H. L. (2014). Review on teaching and learning of computational thinking through programming: What is next for K-12?. Computers in Human Behavior, 41, 51–61.


Moskal, B. M. (2000). Scoring Rubrics: What, When and How?," Practical Assessment, Research, and Evaluation, 7(3).


Mustafaraj, E., Turbak, F., Svanberg, M. (2017). Identifying Original Projects in App Inventor. In Proc. of the 30th Int. Florida Artificial Intelligence Research Society Conference, 567-572.


Runco, M. A., Jaeger, G. J. (2012). The standard definition of creativity. Creativity Research Journal, 24(1), 92-96.


Scaico, P. D., Lima, A. A., Silva, J. B. B., Azevedo, S., Paiva, L. F., Raposo, E. H., Alencar, Y., Mendes, J. P., Scaico, A. (2013). Ensino de Programação no Ensino Médio: Uma Abordagem Orientada ao Design com a linguagem Scratch. Revista Brasileira de Informática na Educação, 21(2).


Turbak, F., Mustafaraj, E., Svanberg, M., Dawson, M. (2017). Identifying and Analyzing Original Projects in an Open-Ended Blocks Programming Environment. In Proc. of the 23rd Int. Conference on Visual Languages and Sentient Systems, Pittsburgh, PA, USA.


Voogt, J., Roblin, N. P. (2012). A comparative analysis of international frameworks for 21st century competences. Journal of Curriculum Studies, 44(3), 299–321


Walia, C. (2019). A Dynamic Definition of Creativity. Creativity Research Journal, 31(3), 237-247.


Yadav, A., Cooper, S. (2017). Fostering Creativity Through Computing. Comm. of the ACM, 60(2), 31-33.
Publicado
24/11/2020
Como Citar

Selecione um Formato
DA CRUZ ALVES, Nathalia; VON WANGENHEIM, Christiane Gresse; ALBERTO, Matheus; MARTINS-PACHECO, Lúcia Helena. Uma Proposta de Avaliação da Originalidade do Produto no Ensino de Algoritmos e Programação na Educação Básica. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 31. , 2020, Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 41-50. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.sbie.2020.41.