Aceitação de tecnologia em terminais de autosserviço aeroportuários: explorando os efeitos dos moderadores idade, experiência e gênero

  • Josivania Silva Farias UnB
  • Susy Sanders UnB
  • Carlos Denner dos Santos Jr. UnB
  • Késia Rozzett UnB

Resumo


Exploram-se diferenças entre variáveis centrais do modelo TAM (i.e., atitude, utilidade, facilidade de uso e controle) entre passageiros agrupados conforme gênero, idade e experiência (i.e., moderadoras do modelo UTAUT). Dessa forma, promove-se uma integração original entre dois populares modelos de aceitação de tecnologia da informação. Os testes empíricos foram feitos com 456 passageiros que usaram totens de check-in em um aeroporto brasileiro, verificando-se diferenças de percepções com testes do tipo MANOVA. Facilidade de uso e controle mostram diferenças significativas, considerando todas as moderadoras; enquanto atitude e utilidade percebida não. Os resultados sinalizam: 1) a importância de se considerar as moderadoras ao mesmo tempo nos testes de hipóteses, pois algumas diferenças não são detectadas se forem estudadas isoladamente; e 2) que pesquisadores de aceitação de tecnologia devem almejar o desenvolvimento de um modelo integrador, mais genérico.

Publicado
27/05/2014
Como Citar

Selecione um Formato
FARIAS, Josivania Silva; SANDERS, Susy; DOS SANTOS JR., Carlos Denner; ROZZETT, Késia. Aceitação de tecnologia em terminais de autosserviço aeroportuários: explorando os efeitos dos moderadores idade, experiência e gênero. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SBSI), 10. , 2014, Londrina. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2014 . p. 66-77. DOI: https://doi.org/10.5753/sbsi.2014.6102.