Educação Ambiental: a Questão dos Residuos Sólidos Depositados por Usuários no Rio Diamantino de Diamantino-MT

  • Claudia Cristina T. Grandizolli IFMT
  • Maria Auxiliadora de Almeida Arruda IFMT
  • Alexandre da Silva Moraes IFMT

Resumo


A educação Ambiental (EA) é um processo permanente de ação-reflexão, com forte diálogo global, no qual os indivíduos e a sociedade tomam consciência do meio ambiente e constroem conhecimentos, valores e habilidades para a ação individual e coletiva no sentido de melhorar a relação humanos/natureza e resolver problemas ambientais presentes e futuros em uma perspectiva de emancipação, de um saber-ação para a resolução de problemas locais. A sociedade tem contribuído para o aumento do descarte inadequado de resíduos em locais impróprios. Nesse sentido, este estudo visa analisar a questão dos resíduos sólidos depositados por usuários no Rio Diamantino de Diamantino-MT, a fim de obter subsídios para problematizar a relação dos indivíduos com o meio ambiente, destacando a importância da EA. A pesquisa é de abordagem qualitativa com utilização do método de observação para a coleta de dados. Observou-se que os usuários (banhistas) do rio como fonte de lazer, fazem o descarte inadequado de resíduos sólidos no rio e em meio a vegetação de sua margem. Assim, a EA em seus âmbitos formal e informal, torna-se um saber-ação essencial e com a participação de todos os segmentos da sociedade local.

Palavras-chave: Meio Ambiente, Crítica social, Ensino de Ciências, Resíduos Sólidos Domésticos, Rio

Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF. Senado Federal, 1988.

______. Lei nº 9795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Disponível em: <http://www.mma.gov.br>. Acesso em: 29 ago. 2021.

______. Ministério de Meio Ambiente. Lei Nº 8.028, de 12 de abril de 1990, Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente. Disponível em: <http://www.mma.gov.br>. Acesso em: 29 ago. 2021.

______. Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Dispõe sobre Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em: <http://www.mma.gov.br>. Acesso em: 29 ago. 2021.

FRANCO, J. L. de A. O conceito de biodiversidade e a história da biologia da conservação: da preservação da wilderness à conservação da biodiversidade. História. São Paulo, v.32, n.2, p. 21-48, jul./dez, 2013.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

GUIMARAES, Mauro. A dimensão ambiental na educação. Campinas, SP: Papirus, 1985.

LOGAREZZI, A. Educação Ambiental em resíduo: uma proposta de terminologia. In: CINQUETTI, H.C.S.; LOGAREZZI, A. (orgs.). Consumo e resíduo: fundamentos para o trabalho educativo. São Carlos: EdUFSCaR, 2006, p.85-117.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E.D.A. Pesquisa em Educação: Abordagens Qualitativas. São Paulo : EPU, 1986.

PELICIONI, Maria Cecília Focesi. Educação ambiental, qualidade de vida e sustentabilidade. Saúde e Sociedade, p. 19-31, 1998.

PRIMARCK, R. B; RODRIGUES E. Biologia da Conservação. Londrina: Planta, 2001.

REIGOTA, M.; Meio ambiente e representação social. 7°ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SATO, M.; CARVALHO, I. Educação Ambiental: pesquisa e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005.

SAUVÉ, L. Uma cartografia das correntes em educação ambiental. In: SATO, M.; CARVALHO, I. (orgs.) Educação ambiental: pesquisa e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005, p. 17-44.
Publicado
08/11/2021
Como Citar

Selecione um Formato
GRANDIZOLLI, Claudia Cristina T.; ARRUDA, Maria Auxiliadora de Almeida; MORAES, Alexandre da Silva. Educação Ambiental: a Questão dos Residuos Sólidos Depositados por Usuários no Rio Diamantino de Diamantino-MT. In: ANAIS PRINCIPAIS DO SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO (SEMIEDU), 29. , 2021, Cuiabá. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2021 . p. 834-844. ISSN 2447-8776.