Ensino de Engenharia de Software em um Curso de Sistemas de Informação: Uma Análise dos Problemas e Soluções na Perspectiva de Professores e Alunos

  • Wellington Lemos UFPB
  • José Cunha UFPB
  • Juliana Saraiva UFPB

Resumo


A área de Engenharia de Software (ES) é constituída por várias subáreas e é normalmente lecionada em disciplinas com um denso conteúdo teórico-conceitual distribuídas na matriz curricular de cursos de graduação. Nesse contexto, vários pesquisadores têm buscado criar um ambiente motivador através da proposição de técnicas, ferramentas e experiências de ensino de ES. Baseado em entrevistas semiestruturadas com cinco professores e dezoito alunos de disciplinas relacionadas à ES de um curso de graduação em Sistemas de Informação, este trabalho apresenta uma análise de problemas e soluções na perspectiva do corpo docente e discente em uma Instituição Federal de Ensino Superior. Apesar de ser baseado em um único estudo de caso, os resultados geram reflexões sobre o ensino de Engenharia de Software em cursos na área de computação.

Referências

Ahmed, F., Capretz, L. F., Bouktif, S., & Campbell, P. (2015). Soft skills and software development: A reflection from the software industry. arXiv preprint arXiv:1507.06873.

Bardin, L. “Content analysis” Editions Lisbon, 3th edition, 2013.

França, C. Cunha, J. A., Adjarde, D., e Alan, F. (2016) Uma Investigação sobre Estilos de Aprendizagem e Hábitos de Estudo de Engenheiros de Software. IX Fórum de Educação em Engenharia de Software (FEES 2016) do XXX Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software (SBES 2016).

Cunha, J. A. O., Marques, G. A., Lemos, W. L., Câmara Jr, U. D., & Vasconcellos, F. J. (2018). Software engineering education in Brazil: a mapping study. In Proceedings of the XXXII Brazilian Symposium on Software Engineering (pp. 348-356). ACM.

Dutra, A. C. S., & Prikladnicki, R. (2014). Formação de Equipes de Alto Desempenho Para Desenvolvimento de Software. FEES 2014, 70.

Ferreira, T., Viana, D., Fernandes, J., & Santos, R. (2018). Identifying emerging topics and difficulties in software engineering education in Brazil. In Proceedings of the XXXII Brazilian Symposium on Software Engineering (pp. 230-239). ACM.

Franca, A. C. C., & da Silva, F. Q. (2009). An empirical study on software engineers motivational factors. In 2009 3rd International Symposium on Empirical Software Engineering and Measurement (pp. 405-409). IEEE.

Merriam, S. B., & Tisdell, E. J. (2015). Qualitative research: A guide to design and implementation. John Wiley & Sons.

Oliveira, Denize Cristina de. (2008) "Análise de conteúdo temático-categorial: uma proposta de sistematização." Rev. enferm. UERJ 16.4.

Portela, C. S., Vasconcelos, A. M., & Oliveira, S. R. (2015). Análise da Relevância dos Tópicos e da Efetividade das Abordagens para o Ensino de Engenharia de Software. In Fórum de Educação em Engenharia de Software (FEES). In VI Congresso Brasileiro de Software: Teoria e Prática (CBSoft).

Prikladnicki, R., Albuquerque, A. B., von Wangenheim, C. G., & Cabral, R. (2009). Ensino de engenharia de software: desafios, estratégias de ensino e lições aprendidas. FEES-Fórum de Educação em Engenharia de Software, 1-8.

Wangenheim, C. e Silva, D. (2009). Qual Conhecimento de Engenharia de Software é Importante para um Profissional de Software? Em Anais do II Fórum de Educação em Engenharia de Software. Fortaleza, Brasil.

Zorzo, A., Nunes, D., Matos, E., Steinmacher, I., Leite, J., Araujo, R., ... & Martins, S. (2017). Referenciais de formaçao para os cursos de graduaçao em computaç ao. sociedade brasileira de computaç ao (SBC). 153p. Technical report
Publicado
12/07/2019
Como Citar

Selecione um Formato
LEMOS, Wellington; CUNHA, José; SARAIVA, Juliana. Ensino de Engenharia de Software em um Curso de Sistemas de Informação: Uma Análise dos Problemas e Soluções na Perspectiva de Professores e Alunos. In: WORKSHOP SOBRE EDUCAÇÃO EM COMPUTAÇÃO (WEI), 27. , 2019, Belém. Anais do XXVII Workshop sobre Educação em Computação. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, july 2019 . p. 305-318. ISSN 2595-6175. DOI: https://doi.org/10.5753/wei.2019.6638.