Mobilidade urbana na perspectiva das mulheres: hacktivismo no mapeamento de assédio em transportes públicos

  • Simony C. R. de Moura
  • Jucylene H. A. de Melo

Resumo


Uma maratona de programação resulta no surgimento de uma iniciativa colaborativa entre mulheres de Tecnologia da Informação e Design que tem como intuito criar uma rede social para o rastreamento da denúncia de assédio em transportes públicos. Uma rede social feminista, a rede Nina. Com o compartilhamento e armazenagem de dados, o portal será alimentado e mapeará os principais casos de assédio identificando as linhas de ônibus que têm maior índice de crime, o horário, rotas e outras informações. Os dados livres coletados constroem o mapeamento de assédios e podem se tornar uma plataforma de pressão social contra o poder público no sentido de cobrar medidas de combate à violência de gênero na mobilidade urbana.

Publicado
06/07/2017
Como Citar

Selecione um Formato
DE MOURA, Simony C. R.; DE MELO, Jucylene H. A.. Mobilidade urbana na perspectiva das mulheres: hacktivismo no mapeamento de assédio em transportes públicos. In: WOMEN IN INFORMATION TECHNOLOGY (WIT), 11. , 2017, São Paulo. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2017 . DOI: https://doi.org/10.5753/wit.2017.3411.