Análise da participação feminina nos cursos técnicos e de graduação da área de Informática da Rede Federal de Educação Tecnológica e do Cefet/RJ campus Nova Friburgo

  • Gisele Marinho CEFET-RJ
  • Simone Fagundes CEFET-RJ
  • Carolina Aguilar CEFET-RJ

Resumo

Diversos estudos apontam que as mulheres são minoria nos cursos superiores da área de Tecnologia da Informação, no entanto há poucos trabalhos que investigam sua participação em cursos técnicos. Este trabalho apresenta um panorama da participação feminina nos cursos superiores de Bacharelado e Tecnologia, bem como nos cursos técnicos da Rede Federal de Educação Profissional, Cientı́fica e Tecnológica e em especial dos cursos ofertados pelo Cefet/RJ campus Nova Friburgo. São discutidos aspectos relacionados ao ingresso e à situação academia das estudantes desses cursos.

Referências

Alves, H. V. S. (2016). Educação profissional e percepção de gênero: uma investigação entre alunas e alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial SENAC de Porto Velho - RO. Revista Formação (Online), 4(23):31–56.

Brasil (2018). Plataforma Nilo Peçanha. Disponı́vel em: . Acesso em: 10-outubro-2018.

de Sousa, J. S., de Souza, M. C., Lopes, M. D., and da Rocha Fernandes, A. M. (2016). Mulheres Digitais: Uma análise da participação das mulheres nos cursos de Ciência da Computação e Engenharia de Computação no Brasil e na Universidade Univali. In Anais do Computer on the Beach, pages 404–413, Florianópolis, SC, Brasil.

Frieze, C., Hazzan, O., Blum, L., and Dias, M. B. (2006). Culture and environment as determinants of women’s participation in computing: Revealing the ”women-cs fit”. SIGCSE Bull., 38(1):22–26.

Heinzmann, L., Romagna, M. E., Gosteinski, M. A. C., and da Silva, J. M. C. (2016). Meninas e jovens na computação. In Anais do Computer on the Beach, pages 554– 558, Florianópolis, SC, Brasil.

Hill, C., Corbett, C., and Rose, A. S. (2010). Why So Few? Women in Science, Technology, Engineering, and Mathematics.

Maciel, C. and Bim, S. A. (2016). Programa Meninas Digitais – ações para divulgar a Computação para meninas do ensino médio. In Anais do Computer on the Beach, pages 327–336, Florianópolis, SC, Brasil.

Medin, D., Megan, C. D. L., and Bang (2014). Particular points of view. Scientific American, 311(4):44–45.

Mendes, L. B. and da Silva Figueiredo, K. (2015). Uma análise da participação feminina no curso de Sistemas de Informação da Universidade Federal de Mato Grosso. In Anais da Escola Regional de Informática da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) – Regional de Mato Grosso, pages 62–68, Cuiabá, MT, Brasil.

Monard, M. C. and Fortes, R. P. M. (2013). Uma visão da participação feminina nos cursos de Ciência de Computação no Brasil. In Memórias del V Congreso de la Mujer Latinoamericana en la Computacion, Caracas.

Moreira, J., Mattos, G., Barreto, L., Cavaco, I., and Moreira, R. (2016). Atraindo meninas para a Ciência da Computação: Métodos e Ferramentas. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informatica na Educação, pages 1255–1264, Uberlândia, MG, Brasil.

NCWIT (2016). Women in Tech: The Facts. Disponı́vel em: . Acesso em: 10-outubro-2018.

Santos, W. O. (2017). Mulheres na Computação: Uma análise da participação feminina nos cursos de Licenciatura em Computação. In Anais dos Workshops do CBIE 2017, pages 814–823, Recife, PE, Brasil.

Tabak, F. (2002). O laboratório de Pandora: Estudos sobre a ciência no feminino. Gara- mond, Rio de Janeiro.
Publicado
2019-07-12
Como Citar
MARINHO, Gisele; FAGUNDES, Simone ; AGUILAR, Carolina . Análise da participação feminina nos cursos técnicos e de graduação da área de Informática da Rede Federal de Educação Tecnológica e do Cefet/RJ campus Nova Friburgo. Anais do Women in Information Technology (WIT), [S.l.], p. 21-30, jul. 2019. ISSN 2763-8626. Disponível em: <https://sol.sbc.org.br/index.php/wit/article/view/6709>. Acesso em: 18 maio 2024. doi: https://doi.org/10.5753/wit.2019.6709.