Jogos Digitais no Ensino de Física: Estudo do Movimento Bidimensional através da Ferramenta Scratch

  • Crelison Nelson H. Alves UFRPE
  • Gilvan Francisco da Silva UFRPE
  • Bruna Izabel da Silva UFRPE
  • Enildo José dos S. Júnior UFRPE
  • Fabricio Filho O. Pereira UFRPE
  • Ana Paula T. B. Silva UFRPE
  • Flavia Portela Santos UFRPE

Resumo


Visando minimizar as dificuldades vivenciadas por estudantes em seu primeiro contato com os conceitos da disciplina de Física, propõe-se como ferramenta didática a utilização de um jogo que pode ser também personalizado pelo próprio estudante. Este trabalho descreve dois jogos construídos com a plataforma Scratch, que é um projeto do Lifelong Kindergarten Group do Massachusetts Institute of Technology (MIT) Media Lab, com o qual é possível, a partir da construção de jogos (programação), simular fenômenos físicos e relacioná-los aos mais diversos conteúdos em Física. Neste caso, utilizou-se o Scratch aplicado à cinemática no estudo do movimento bidimensional.

Referências

Araújo, M. S. T; Abib, M. L. V. S. (2003) “Atividades experimentais no ensino de física: diferentes enfoques, diferentes finalidades”. In Revista Brasileira de Ensino Física, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 176-194.

Ausubel, D. P. (2003) “Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva”. Lisboa: Plátano Edições Técnicas.

Fardo, M. L. (2013) “A Gamificação aplicada em ambientes de aprendizagem”. In RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 11, n. 1, p 1-9.

Gaspar, A. (2000) “Física: mecânica”. São Paulo: Ática.

LEAD Project. (2014) “Super Scratch Programming Adventure!” 2. ed. USA: No Starch Press.

Lima, A. P. A. B. (2010) “Psicologia II”. Recife: UFRPE/UAEADTec.

Moreira, M.A. (2017) “Grandes desafios para o ensino da Física na educação contemporânea”.In Revista do Professor de Física, v. 1, n. 1, p. 1-13.

Pelizzari et al. (2002) “Teoria da aprendizagem significativa segundo Ausubel”. In Revista PEC, Curitiba, v. 2, n.1, p. 37-42.

Sasaki, D.G.G.; Jesus, V.L.B. (2017) “Avaliação de uma metodologia de aprendizagem ativa em óptica geométrica através da investigação das reações dos alunos”. In Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 39, n. 2, e2403 1-10.

Silva, E. O. (2014) “Conversando sobre ciência”. Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Genética.

Silva, J. B.; Sales, G. L.; Castro, J. B. (2019) “Gamificação como estratégia de aprendizagem ativa no ensino de Física”. In Revista Brasileira de Ensino Física, São Paulo, v. 41, n. 4, e20180309 1-9.
Publicado
02/12/2019
Como Citar

Selecione um Formato
ALVES, Crelison Nelson H.; DA SILVA, Gilvan Francisco; DA SILVA, Bruna Izabel; DOS S. JÚNIOR, Enildo José; PEREIRA, Fabricio Filho O.; SILVA, Ana Paula T. B.; SANTOS, Flavia Portela . Jogos Digitais no Ensino de Física: Estudo do Movimento Bidimensional através da Ferramenta Scratch. In: CONGRESSO SOBRE TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO (CTRL+E), 4. , 2019, Recife. Anais do IV Congresso sobre Tecnologias na Educação. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, dec. 2019 . p. 637-643. DOI: https://doi.org/10.5753/ctrle.2019.8943.