Processo de Tradução de Instrumento Diagnóstico de Pensamento Computacional para Graduandos

  • Sislan D. Nascimento Ferreira UFPB
  • Álekiss Manço de Mélo UFPB
  • Ana Liz Souto Oliveira UFPB
  • Wilkerson L. Andrade UFPB

Resumo


Embora existam diversas abordagens para promoção de Pensamento Computacional (PC), ainda são poucos os instrumentos para mensurá-lo, principalmente para o público do ensino superior. Este estudo tem o objetivo de relatar um processo de tradução do instrumento Computational Thinking Scale (CTScale), o qual propõe uma escala de PC com 5 habilidades: Criatividade, Pensamento Algorítmico, Cooperatividade, Pensamento Crítico e Resolução de Problemas. Após a tradução, aplicamos o instrumento com 70 alunos de cursos Computação. Os resultados apontaram destaque em Criatividade e Cooperatividade. Por último, discutimos o processo de tradução/adaptação de instrumentos diagnósticos.

Referências

Avila, C., Cavalheiro, S., Bordini, A., Marques, M., Cardoso, M., & Feijo, G. (2017). Metodologias de Avaliação do Pensamento Computacional: uma revisão sistemática. In Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE, 28(1), 113. doi: http://dx.doi.org/10.5753/cbie.sbie.2017.113

Araujo, A. L. S. O., Andrade, W., Guerrero, D., Melo, M., & de Souza, I. M. L. (2018). Explorando Teoria de Resposta ao Item na Avaliação de Pensamento Computacional: um Estudo em Questões da Competição Bebras. In: Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE (Vol. 29, No. 1, p. 665).

Brackmann, C. P., Caetano, S. V. N., & da Silva, A. R. (2019). Pensamento Computacional Desplugado: ensino e avaliação na educação primária brasileira. RENOTE, 17(3), 636-647.

Csizmadia, A. et al (2015). Computational thinking: a guide for teachers. Computing at school, 2015. Disponível em: [link]. Acesso em: 26 jun. 2022.

Silva, E., & Falcão, T. (2020). O Pensamento Computacional no Ensino Superior e seu Impacto na Aprendizagem de Programação. In Anais do XXVIII Workshop sobre Educação em Computação, (pp. 171-175). Porto Alegre: SBC. doi:10.5753/wei.2020.11152

Doleck, T., Bazelais, P., Lemay, D. J., Saxena, A., & Basnet, R. B. (2017). Algorithmic thinking, cooperativity, creativity, critical thinking, and problem solving: exploring the relationship between computational thinking skills and academic performance. Journal of Computers in Education, 4(4), 355-369.

Guarda, G. F., & Pinto, S. C. C. (2020). Dimensões do Pensamento Computacional: conceitos, práticas e novas perspectivas. In Anais do XXXI Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (pp. 1463-1472).

Hutz, C. S., Bandeira, D. R., & Trentini, C. P (2015). Psicometria. Porto Alegre. ArtMed.

Korkmaz. Ö. (2012). A validity and reliability study of the online cooperative learning atitude scale. Computers & Education, 59, 1162-1169.

Korkmaz. Ö. Çakir, R. Özden, M.Y. (2017) A Validity and reliability study of the computational thinking scales (CTS). Computers in Human Behavior.

Lee, W. O. (2013). Education and 21st century competencies. Keynote paper presented at the Education and 21st Century Competencies, hosted by the Ministry of Education, Oman, 22-24.

Oliveira, C. M., & Pereira, R. (2023). Coleta de Evidências do Exercício do Pensamento Computacional no Ensino Superior em Computação: um artefato de apoio. In Anais do III Simpósio Brasileiro de Educação em Computação (pp. 300-309). SBC.

Özgen, K. & Bai X. (2019). Adapting Computational Thinking Scale (CTS) for Chinese High School Students and Their Thinking Scale Skills Level. Participatory Educational Research (PER), 6(1):10-26.

Silva, I., Araújo Júnior, J., & Falcão, T. P. (2022). Panorama Sobre Iniciativas para Promover o Pensamento Computacional no Ensino Superior Brasileiro. In Anais do II Simpósio Brasileiro de Educação em Computação, (pp. 88-98). Porto Alegre: SBC. doi:10.5753/educomp.2022.19202

Sondakh, D. E., Osman, K., & Zainudin, S. (2020). A pilot study of an instrument to assess undergraduates’ computational thinking proficiency. International Journal of Advanced Computer Science and Applications, 11(11).

Viana H. B. & Madruga. V. A. (2008). Diretrizes para adaptação cultural de escalas psicométricas. Efdeportes Revista Digital, Buenos Aires, 12, 116, 2008. Disponível em: [link]. Acesso em: maio 2023.

Wing, J.M. (2006). Computational Thinking. Communications of the ACM, 49(3):33-35.
Publicado
06/11/2023
Como Citar

Selecione um Formato
FERREIRA, Sislan D. Nascimento; MÉLO, Álekiss Manço de; OLIVEIRA, Ana Liz Souto; ANDRADE, Wilkerson L.. Processo de Tradução de Instrumento Diagnóstico de Pensamento Computacional para Graduandos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO (SBIE), 34. , 2023, Passo Fundo/RS. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2023 . p. 58-68. DOI: https://doi.org/10.5753/sbie.2023.234441.