Yerê e a Ilha Precisa: Um jogo RPG para a aprendizagem de literatura

  • Manuela Bastos UEA
  • Jeniffer Macena UFAM
  • João Bernardo UFAM
  • Rafaela Melo UFAM
  • Marcela Pessoa UEA
  • Fernanda Pires UEA

Resumo


A literatura brasileira é um instrumento de afirmação de identidade nacional, pois reflete a história de uma nação em detalhes. Entretanto esse tema tem caído em desinteresse, sobretudo para estudantes do Ensino Médio. Esse trabalho apresenta um jogo educacional, em estilo RPG, intitulado “Yerê e a Ilha Precisa”, cujo objetivo é criar um espaço de compartilhamento para exercício de conteúdos referentes à Literatura, tendo como público-alvo estudantes do 2º ano do Ensino Médio. No jogo, Yerê é a personagem principal e precisa desvendar enigmas referentes à fase do Romantismo no Brasil. Resultados obtidos a partir de testes iniciais indicaram boa aceitação por parte dos testadores e auxiliaram no refinamento do jogo.

Referências

Antunes, J. (2022). Ideias pedagógicas e design de jogos na educação.

Battistella, P., von Wangenheim, C., and Fernandes, J. M. (2014). Como jogos educacionais são desenvolvidos? uma revisão sistemática da literatura. In Anais do XXII Workshop sobre Educação em Computação, pages 159–168. SBC.

Brasil (2018). Base nacional comum curricular—educação e a base.

Calisto, A., Barbosa, D., and Silva, C. (2010). Uma análise comparativa entre jogos educativos visando a criação de um jogo para educação ambiental. In Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE), volume 1.

da Silva Andrade, D. E., Brito, J. A., and de Oliveira, F. K. (2021). Gamificando o ensino da literatura: Uma experiência de jogabilidade no ensino médio integrado com o jogo crealit. RENOTE, 19(1):248–257.

Do Carmo, E. P. F., da Silva Queroga, J., Bernardo, J. R. S., and Pires, F. (2019). Filogame: Um jogo para o auxilio na aprendizagem de filosofia. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, volume 8, page 1342.

Hayashi, E. C., Posada, J. E. G., Maike, V. R., and Baranauskas, M. C. C. (2016). Exploring new formats of the self-assessment manikin in the design with children. In Proceedings of the 15th Brazilian Symposium on Human Factors in Computing Systems, pages 1–10.

Honda, F., Pires, F., Pessoa, M., and Oliveira, E. H. (2023). Automigos: learning design para ludificação de autômatos finitos determinísticos. In Anais do XXXI Workshop sobre Educação em Computação, pages 545–556. SBC.

Huizinga, J. (2020). Homo ludens. Editora Perspectiva SA.

Jover-Faleiros, R. (2019). O que se ensina quando se ensina literatura? considerações sobre a constituição de um objeto. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea.

Macena, J., Melo, G., Lais, R., Pires, F., and Pessoa, M. (2019). Gramágica: um jogo educativo para praticar classificaç ao silábica através do pensamento computacional. In Anais do XVIII Brazilian Symposium on Computer Games and Digital Entertainment, pages 977–984.

Macena, J., Pires, F., and Melo, R. (2022). Hello food: uma jornada de aprendizagem lúdica em algoritmos, programação e pensamento computacional. In Anais do XXXIII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, pages 561–572. SBC.

Macena, J., Pires, F., and Pessoa, M. (2020). Operaçao lovelace: uma abordagem lúdica para introduçao de aprendizagem em algoritmos. SBC–Proceedings of SBGames.

Machado, L. d. S., Moraes, R. M. d., Nunes, F. d. L. d. S., and Costa, R. M. E. M. d. (2011). Serious games baseados em realidade virtual para educação médica. Revista brasileira de educação médica, 35:254–262.

Mayer, R. (2009). Multiple learning.

McGonigal, J. (2017). A realidade em jogo. Editora Best Seller.

Miller, G. A. (1956). The magical number seven, plus or minus two: Some limits on our capacity for processing information. Psychological review, 63(2):81.

Petri, G., von Wangenheim, C. G., and Borgatto, A. F. (2016). Meega+: an evolution of a model for the evaluation of educational games. INCoD/GQS, 3:1–40.

Pires, F., Michel, F., Bernardo, J. R. S., Melo, R., and Freitas, R. d. (2018). O livro do conhecimento: Um jogo de aventura para exercitar a ortografia. In Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE), page 695.

Pires, F., Serique Bernardo, J. R., Pessoa, M., Melo Ferreira, R., and Maquiné de Lima, F. M. (2020). O livro do conhecimento: um serious game educacional para aprendizagem de ortografia da língua portuguesa. Revista Brasileira de Informática na Educação, 28(1).

Pires, F. G. d. S. et al. (2021). Thinkted lab, um caso de aprendizagem criativa em computação no nível superior.

Pró-Livro (2020). Retratos da leitura no brasil.

Santos, L. M. A. and Tarouco, L. M. R. (2007). A importância do estudo da teoria da carga cognitiva em uma educação tecnológica. Novas Tecnologias na Educação, 5(1):1–11.

Silva, D., Pires, F., Melo, R., and Pessoa, M. (2022). Glboard: um sistema para auxiliar na captura e análise de dados em jogos educacionais. In Anais Estendidos do XXI Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital, pages 959–968. SBC.

Soares, C. N. and da Nóbrega, G. M. (2021). Ada e a sociedade perdida: um rpg digital para revisao de conceitos da matemática do ensino fundamental. In Anais Estendidos do XX Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital, pages 659–662. SBC.

Sweetser, P. and Wyeth, P. (2005). Gameflow: a model for evaluating player enjoyment in games. Computers in Entertainment (CIE), 3(3):3–3.

Sweller, J. (1994). Cognitive load theory, learning difficulty, and instructional design. Learning and instruction, 4(4):295–312.
Publicado
06/11/2023
Como Citar

Selecione um Formato
BASTOS, Manuela; MACENA, Jeniffer; BERNARDO, João; MELO, Rafaela; PESSOA, Marcela; PIRES, Fernanda. Yerê e a Ilha Precisa: Um jogo RPG para a aprendizagem de literatura. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO (SBIE), 34. , 2023, Passo Fundo/RS. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2023 . p. 925-936. DOI: https://doi.org/10.5753/sbie.2023.235289.