Avaliando a acessibilidade a partir de uma perspectiva inclusiva: o caso da Plataforma MEC de Recursos Educacionais Digitais

  • Krissia Mikaelly Lopes Menezes UFPR
  • Júlia S. B. Ortiz UFPR
  • Roberto Pereira UFPR

Resumo


O MeTA é um método composto de 70 normativas para apoiar a avaliação de Tecnologias Educacionais a partir de uma perspectiva inclusiva. Este artigo apresenta e discute a aplicação do MeTA para avaliar a acessibilidade da Plataforma MEC RED, uma plataforma colaborativa que disponibiliza recursos para a comunidade escolar e que precisa ser acessível para atender pessoas de todo o país com diferentes habilidades. Na avaliação da Plataforma com o MeTA, foram encontrados dez problemas com diferentes níveis de severidade, servindo como diagnóstico para informar o trabalho de tornar a plataforma inclusiva. Os resultados também ilustram a aplicabilidade do MeTA como um instrumento de apoio à avaliação.

Referências

ALVES, S. V. L., PEREIRA, D. C., ALVES, E. M. (2022) “Recomendações de Acessibilidade Web em Ambientes Virtuais de Ensino e Aprendizagem para o Estudante Surdo”. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 33, Manaus. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2022. p. 730-740.

BINDA, R. P. (2018) “Artefato para representação interativa de diretrizes para produção de material educacional acessível”. [link]. Acesso em 12 de junho de 2023.

BRASIL. (2002) “Lei N° 10.436, de 24 de abril de 2002 – Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências”. [link]. Acesso em 02 de julho de 2023.

BRASIL. (2009) “Decreto N° 6.949, de 25 de agosto de 2009 – Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo facultativo, assinado em Nova York, em 30/03/2007. ONU”. [link]. Acesso em 02 de julho de 2023.

BRASIL. (2018) “Edital de Convocação 25/2018 – SEB. [Edital de Convocação para o Processo de Inscrição, Avaliação e Precificação de Tecnologias Educacionais para a Educação Básica]”, Ministério da Educação: Secretaria de Educação Básica, Brasil, ano 62, n. 25, p. 58, [link]. Acesso em 21 de junho de 2023.

HITZSCHKY, R. (2019) “Desenvolvimento de um Recurso Educacional Digital (RED) de Língua Portuguesa Fundamentado na Base Nacional Comum Curricular”. 142f Dissertação (Mestrado) Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE).

IBGE. (2010) “Censo Demográfico 2010: Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência”, Rio de Janeiro, RJ, 2011. [link]. Acesso em 17 de junho de 2023.

MELO, A. M. (2007) “Design inclusivo de sistemas de informação na web”. Tese de Doutorado. [sn].

MENEZES, K. (2021) “MeTA: Um Método para Avaliação de Tecnologias Educacionais Acessíveis sob a perspectiva do Design Universal”, 172p., Dissertação (Mestrado em Informática), Programa de Pós-graduação em Informática, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

MENEZES, K.; PEREIRA, R. (2022) “MeTA: Um Método para Avaliação de Tecnologias Educacionais Acessíveis”. In Anais Estendidos do XI Congresso Brasileiro de Informática na Educação, Manaus, Brasil. SBC, Porto Alegre, Brasil, 52-61. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie_estendido.2022.226355. Acesso em 02 de julho de 2023.

MACEDO, C. M. Si. (2013) “Diretrizes de acessibilidade em conteúdos didáticos”. InfoDesign: Revista Brasileira de Design da Informação, v. 10, n. 2, 2013. [link]. Acesso em 02 de julho de 2023.

MEC. (2023) “Plataforma MEC de Recursos Educacionais Digitais”, [link]. Acesso em 21 de junho de 2023.

NCSU, North Carolina State University. (2023) “Universal Design Principles”, [link]. Acesso em 02 de julho de 2023.

NIELSEN, J. (1994) “Heuristic Evaluation”, in Mack, R. & Nielsen, J. (eds.) Usability Inspection Methods. New York, NY: John Wiley & Sons, 1994, 25-62.

OLIVEIRA, M. R., SANT’ANNA, I. B., RAMOS, G. S., DE BONA, L. C. E., CASTILHO, M. A., DEL FABRO, M. D., & TODT, E. (2018) “Open Educational Resources Platform Based on Collective Intelligence”. In 2018 IEEE 4th International Conference on Collaboration and Internet Computing (CIC) (pp. 346-353). IEEE.

ONU. (2015) “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável", Brasília, [link]. Acesso em 02 de julho de 2023.

ORTIZ, J. S., MOREIRA, C., MENEZES, K., FERRARI, B., SILVA JUNIOR, D., & PEREIRA, R. (2022) “Computational Thinking and Mental Models: Promoting Digital Culture in the Youth and Adult Education”. Interacting with Computers, iwac028.

PEREIRA, R., REIS, R., OLIVEIRA, L., DERENIEVICZ, G., PERES, L., & SILVA, F. (2023) “A Liga do Pensamento Computacional: uma narrativa distópica para gamificar uma disciplina introdutória de computação”. In Anais do III Simpósio Brasileiro de Educação em Computação (pp. 205-215). SBC.

SILVA, F., FERREIRA F. R., AMARILHO, J. “Normas de Acessibilidade: o Repositório de Objetos Educacionais para Educação Profissional e Tecnológica PROEDU”. (2017) [link]. Acesso em 21 de junho de 2023.

BRASIL. (2014) “e-MAG: Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico”. Brasília DF: MP, SLTI. [link]. Acesso em 21 de junho de 2023.

W3C BRASIL. (2018) “Web Content Accessibility Guidelines 2.0”. [link]. Acesso em 21 de junho de 2023.
Publicado
06/11/2023
Como Citar

Selecione um Formato
MENEZES, Krissia Mikaelly Lopes; ORTIZ, Júlia S. B.; PEREIRA, Roberto. Avaliando a acessibilidade a partir de uma perspectiva inclusiva: o caso da Plataforma MEC de Recursos Educacionais Digitais. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO (SBIE), 34. , 2023, Passo Fundo/RS. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2023 . p. 1018-1029. DOI: https://doi.org/10.5753/sbie.2023.234693.