OTALab: um ambiente de experimentação remota de protocolos e aplicações em Internet das Coisas

  • Enzo B. Cussuol UFES
  • Lucas L. S. Sachetti UFES
  • Bruno P. Santos UFOP
  • Vinicius F. S. Mota UFES

Resumo


Este artigo apresenta o OTALab, uma ferramenta para criação e implantação de ambientes de experimentação de aplicações de Internet of Things (IoT) em microcontroladores de baixo custo. O OTALab visa a rápida implantação e configuração de um testbed de ambiente de experimentação. O OTALab possui dois perfis de usuários: administradores e experimentadores. Para os primeiros, o OTALab expõe uma interface de administração capaz de adicionar/remover dispositivos IoT, serviços e funcionalidades ao sistema. Já os experimentadores podem visualizar os serviços disponíveis em cada dispositivo e enviar seu próprio código aos dispositivos via linha de comando ou interface Web. O OTALab recebe o código-fonte, compila-o para o microcontrolador específico e atualiza o firmware do dispositivo através do paradigma Over the Air (OTA). O OTALab é composto por uma biblioteca de microcontroladores, um servidor de gerenciamento de dispositivos e uma aplicação Web. A ferramenta pode ser instanciada localmente ou de forma distribuída, melhorando sua flexibilidade.

Referências

Adjih, C., Baccelli, E., Fleury, E., Harter, G., Mitton, N., Noel, T., Pissard-Gibollet, R., Saint-Marcel, F., Schreiner, G., Vandaele, J., et al. (2015). FIT IoT-LAB: A large scale open experimental IoT testbed. In 2015 IEEE 2nd World Forum on Internet of Things (WF-IoT), pages 459–464. IEEE.

Appavoo, P., William, E. K., Chan, M. C., and Mohammad, M. (2018). Indriya2: A heterogeneous wireless sensor network (wsn) testbed. In International Conference on Testbeds and Research Infrastructures, pages 3–19. Springer.

Arakadakis, K., Charalampidis, P., Makrogiannakis, A., and Fragkiadakis, A. (2021). Firmware over-the-air programming techniques for iot networks-a survey. ACM Computing Surveys (CSUR), 54(9):1–36.

Atzori, L., Iera, A., and Morabito, G. (2010). The internet of things: A survey. Computer networks, 54(15):2787–2805.

Atzori, L., Iera, A., and Morabito, G. (2017). Understanding the internet of things: definition, potentials, and societal role of a fast evolving paradigm. Ad Hoc Networks, 56:122–140.

Both, C., Guimaraes, R., Slyne, F., Wickboldt, J., Martinello, M., Dominicini, C., Martins, R., Zhang, Y., Cardoso, D., Villaca, R., et al. (2019). Futebol control framework: Enabling experimentation in convergent optical, wireless, and cloud infrastructures. IEEE Communications Magazine, 57(10):56–62.

Chernyshev, M., Baig, Z., Bello, O., and Zeadally, S. (2017). Internet of things (iot): Research, simulators, and testbeds. IEEE Internet of Things Journal, 5(3):1637–1647.

Cosmi, A. B. and Mota, V. F. (2019). Uma análise dos protocolos de comunicação para internet das coisas. In Anais do III Workshop de Computação Urbana, pages 153–166. SBC.

Peterson, L., Anderson, T., Culler, D., and Roscoe, T. (2003). A blueprint for introducing disruptive technology into the internet. ACM SIGCOMM Computer Communication Review, 33(1):59–64.

Werner-Allen, G., Swieskowski, P., and Welsh, M. (2005). Motelab: A wireless sensor network testbed. In IPSN 2005. Fourth International Symposium on Information Processing in Sensor Networks, 2005., pages 483–488. IEEE.
Publicado
23/05/2022
Como Citar

Selecione um Formato
CUSSUOL, Enzo B.; SACHETTI, Lucas L. S.; SANTOS, Bruno P.; MOTA, Vinicius F. S.. OTALab: um ambiente de experimentação remota de protocolos e aplicações em Internet das Coisas. In: SALÃO DE FERRAMENTAS - SIMPÓSIO BRASILEIRO DE REDES DE COMPUTADORES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS (SBRC), 40. , 2022, Fortaleza/CE. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2022 . p. 73-80. ISSN 2177-9384. DOI: https://doi.org/10.5753/sbrc_estendido.2022.223464.