Bots para Organizações Sociais

  • Lucas Couto UFF
  • Marcelo Fornazin UFF
  • Leonardo Gargano UFF

Resumo


O processo de desenvolvimento de software é uma atividade complexa que envolve incertezas e desafios. Essas incertezas e desafios potencializam-se quando buscamos construir sistemas e tecnologias para o terceiro setor que possuem práticas e valores diferentes da gestão empresarial. Atualmente, a área de Tecnologia da Informação (TI) não realiza debates relativos às características das organizações sociais com frequência. Este artigo apresenta reflexões sobre a construção em andamento de robôs para movimentos sociais.

Referências

Thiollent, M. (2005). Perspectivas da metodologia de pesquisa participativa e de pesquisa-ação na elaboração de projetos sociais e solidários. Sidney Lianza andFelipe Addor, Tecnologia e Desenvolvimento Social e Solidário. UFRGS, Porto Alegre, 13 - 25

Gargano, L.; Fornazin, M.. (2019) WikiFavelas: Uma Ferramenta Colaborativa para organizações sociais. In: ANAIS PRINCIPAIS DO SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SISTEMAS COLABORATIVOS (SBSC), Rio de Janeiro.

Alvear, C. A. S. (2014). Tecnologia e Participação: Sistemas de Informação e a construção de propostas coletivas para movimentos sociais e processos de desenvolvimento local (Tese).

Da Silva, R. M. F. M., (2018) Bots - Assistente Pessoal em Contexto Cooperativo. Instituto Superior de Engenharia do Porto (Dissertação)

Zambiasi, S. P. e Rabelo, R. J. (2007). Virtualização de Colaboradores na Manufatura: um modelo baseado em Agent Bots. Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente

Silva, R. R. e Pimentel, D. R. (2015) Automatizando coleta de indicadores e geração de relatórios com sistema de web análise. SIMPOS - Simpósio de Pós-Graduação do IFTM

Primo, A., Coelho, L. R. (2002) Comunicação e inteligência artificial: interagindo com a robô de conversação Cybelle. In: Motta, L. G. M. et al. (Eds.). Estratégias e culturas da comunicação ed. Brasília. Brasília: Editora UnB. pp. 83 - 106.

De Paula, L. T. e Michalski, R. (2019) Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 9, n. 1, jul. Os bots de disseminação de informação na conjuntura das campanhas presidenciais de 2018 no Brasil

Tsvetkova, M. et al. Even good bots fight: The case of Wikipedia. 2017. Disponível em: <http://journals.plos.org/plosone/article?id= 10.1371/journal.pone.0171774>. Acesso em: 16/03/2020.

Turban; E. and Volonino, L. (2013). Tecnologia da Informação para Gestão: em busca do melhor desempenho estratégico e operacional. Bookman, Porto Alegre.

Tenório, T.G; Saraiva, H. J. (2006) Escorços sobre gestão pública e gestão social. In MARTINS, P. E. M.; PIERANTI, O. P. Estado e gestão pública: visões do Brasil contemporâneo. 2 Ed. Rio de Janeiro: FGV, 2006, 340p

Yin, R. (2001) Estudo de caso: planejamento e métodos. Bookman, Porto Alegre.

Tenório, F. G.; Rozemberg, J. E. (1997) Gestão pública e cidadania: metodologias participativas em ação. In: Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro: EBAP/FGV, v.31, n. 4, p. 101 - 125, jul./ago./ 1997

Tenório, F. G. (2005). (Re) Visitando o Conceito de Gestão Social. In Desenvolvimento em Questão, Editora Unijuí. Ano 3 n. 5 p. 101 - 124
Publicado
30/06/2020
Como Citar

Selecione um Formato
COUTO, Lucas; FORNAZIN, Marcelo ; GARGANO, Leonardo . Bots para Organizações Sociais. In: WORKSHOP SOBRE ASPECTOS SOCIAIS, HUMANOS E ECONÔMICOS DE SOFTWARE (WASHES), 5. , 2020, Cuiabá. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 106-110. DOI: https://doi.org/10.5753/washes.2020.11203.