Panorama Brasileiro do Ensino e Aprendizagem de Programação de Computadores na Educação Básica

  • Natália Gallo Ribeiro IFPR
  • Lavínia de Oliveira Martins IFPR
  • João Henrique Berssanette IFPR

Resumo


Este estudo apresenta um panorama brasileiro do ensino e aprendizagem de programação de computadores na Educação Básica, por meio do desenvolvimento de um estudo de Mapeamento Sistemático da Literatura (MSL). A partir da execução do protocolo MSL, pode-se recuperar, inicialmente, 445 estudos, que foram submetidos ao processo de seleção, com base em critérios estipulados pelo protocolo MSL desenvolvido, restando, ao final desse processo, 81 estudos selecionados. Em seguida, os estudos selecionados foram analisados com vistas a se responder às questões de pesquisa propostas. Por meio dessa análise, foi possível perceber que a abordagem mais utilizada é o uso ou o desenvolvimento de ferramentas para o apoio ao processo de ensino e aprendizagem. Além disso, verificou-se que a maior contribuição relatada nos estudos é o aumento do interesse e da motivação dos estudantes, bem como a principal dificuldade relatada tem relação com falhas na infraestrutura disponibilizada para o processo de ensino e aprendizado.
Palavras-chave: Educação Básica, Programação de Computadores, Mapeamento Sistemático da Literatura

Referências

Bordini, A. et al. (2016). Computação na Educação Básica no Brasil: o estado da arte. Revista de Informática Teórica e Aplicada, 23(2), 210-223.

Carvalho, R. (2015). Para especialista, aprender programação é importante para qualquer profissional. Na Prática.org. Recuperado de: https://www.napratica.org.br/aprender-programacao/. Acesso em: 11 mar. 2022.

França, R. de & Amaral, H. do (2013). Ensino de computação na Educação Básica no Brasil: um mapeamento sistemático. Anais do XXI Workshop sobre Educação em Computação. Florianópolis, SC, Brasil.

Kitchenham, B. & Charters, S. (2007). Guidelines for performing systematic literature reviews in software engineering. Keele: School of Computer Science and Mathematics, Keele University; University of Durham.

Lee, J. J. & Hammer, J. (2011). Gamification in education: what, how, why bother? Academic exchange quarterly, 15(2), 146.

Okoli, C. (2019). Guia para realizar uma revisão sistemática de literatura. EaD em Foco, 9(1), 1-40.

Petticrew, M. & Roberts, H. (2008). Systematic Reviews in the Social Sciences: a Practical Guide. Hoboken, NJ, USA: Blackwell.

Reis da Silva, T. et al. (2015). Ensino-aprendizagem de programação: uma revisão sistemática da literatura. Revista Brasileira de Informática na Educação, 23(1), 182.

Reis da Silva, T. et al. (2021). Um mapeamento sistemático sobre o ensino e aprendizagem de programação. RENOTE, 19(1), 156-165.

Resnick, M. et al. (2009). Scratch: programming for all. Communications of the ACM, 52(11), 60-67. Recuperado de: https://doi.org/10.1145/1592761.1592779. Acesso em: 11 mar. 2022.

Santos, G. et al. (2015). Proposta de atividade para o quinto ano do ensino fundamental: algoritmos desplugados. Anais do Workshop de Informática na Escola. Porto Alegre, RS, Brasil.

Souza, F. A. de et al. (2021). O ensino de programação na Educação Básica: uma revisão da literatura. Anais do XXXII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE 2021). Porto Alegre, RS, Brasil. Recuperado de: https://sol.sbc.org.br/index.php/sbie/article/view/18148. Acesso em: 11 mar. 2022.
Publicado
31/07/2022
Como Citar

Selecione um Formato
RIBEIRO, Natália Gallo; MARTINS, Lavínia de Oliveira; BERSSANETTE, João Henrique. Panorama Brasileiro do Ensino e Aprendizagem de Programação de Computadores na Educação Básica. In: WORKSHOP SOBRE EDUCAÇÃO EM COMPUTAÇÃO (WEI), 30. , 2022, Niterói. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2022 . p. 346-356. ISSN 2595-6175. DOI: https://doi.org/10.5753/wei.2022.222551.