Jogos Educacionais como Ferramenta de Auxílio em Sala de Aula

  • Sebastião Rogério da Silva Neto UPE
  • Higor Ricardo M. Santos UFPE
  • Anderson Alves de Souza UPE
  • Wilk Oliveira dos Santos UPE

Resumo


Este artigo apresenta um relato de experiência sobre o curso de Jogos Eletrônicos Educacionais oferecido aos alunos do ensino médio da Escola de Referência em Ensino Médio Deolinda Amaral localizada na Cidade de Lajedo-PE. Como objetivos do trabalho, procurou-se promover a utilização de jogos digitais para um melhor aproveitamento dos conteúdos abordados em sala de aula, introduzir conhecimentos básicos de lógica de programação e fomentar o trabalho em equipe. No curso foram utilizados jogos com o propósito de auxiliar os alunos que estão se preparando para ingressar em uma universidade. Foi também realizada uma competição entre os próprios alunos para desenvolverem o melhor jogo. E ao fim do projeto, constatou-se que houve um aumento da frequência referente à utilização do laboratório para fins educacionais. Sugere-se que outras iniciativas sejam realizadas com base nas práticas apresentadas neste trabalho.

Referências

ALVES, L., (2005). Game Over: Jogos Eletrônicos e Violência. São Paulo: Futura.

Balasubramanian, N; Wilson, B. Games and Simulations. In: Society for Information Technology and Teacher Education International Conference, v.1. (2006).

Calisto, A; Barbosa, D; Silva, C. Uma Análise Comparativa entre Jogos Educativos Visando a Criação de um Jogo para Educação Ambiental. In: XXI Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, João Pessoa, (2010).

Gros, Begoña. The impact of digital games in education. First Monday, v.8, n.7, jul. (2003). Disponivel em: http://www.firstmonday.org/issues/issue8_7/xyzgros/index.html. Acesso em: 22 out. (2007).

Kishimoto, Tizuko M. "O jogo e a educação infantil". São Paulo, SP: Pioneira, 2003.

Lima, Maria do Carmo Fernanda; Silva, Vanessa Valéria Soares; Silva, Maria Emília Lins (2009). "Jogos educativos no âmbito educacional: um estudo sobre o uso de jogos no projeto MAIS da Rede Municipal do Recife".

Notícias Terra (2012). Governo de SP investirá cerca de 5 bi em tecnologia nas escolas. Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/educacao/governo-de-sp-investira-cerca-de-5-bi-em-tecnologia-nas-escolas,81c942ba7d2da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html>. Acessado em: 15/07/2013.

Prieto, Lilian et al. Uso das Tecnologias Digitais em Atividades Didáticas nas Séries Iniciais. Renote: revista novas tecnologias na educação, Porto Alegre, v. 3, n. 1, p.1-11, maio (2005).

Revista INFO (2012). TI no Brasil movimentou US$ 102,6 bi em 2011. Disponível em: <http://info.abril.com.br/noticias/mercado/ti-no-brasil-movimentou-us-102-6-bi-em-2011-14052012-35.shl>. Acessado em: 05/07/2013.

Sá, E.J.V; Teixeira, J.S.F; Fernandes, C.T (2007) Design de atividades de aprendizagem que usam Jogos como princípio para Cooperação. In: Anais do XVIII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE), São Paulo SP, Brasil

Sampaio, Marisa N.; Leite, Lígia S. (2004) "Alfabetização tecnológica do professor". 4ª ed. Petrópolis: Vozes.

Savi, R; Ubricht, Vania R. Jogos digitais educacionais: benefícios e desafios. Revista Novas Tecnologias na Educação. CINTED-UFRGS. Volume 6, Fascículo 2. (2008).

Silva, D. ; Costa, L.; Silva, M. A. A; Dantas, Ayla. Atraindo Alunos do Ensino Médio para a Computação: Uma Experiência Prática de Introdução a Programação utilizando Jogos e Python. In: XXII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, Aracajú, (2011).

Souza, Joselito L. de (2001) "Computadores e internet na escola: o que muda?" In Alves, L. R. G., Silva, J. B. "Educação e cibercultura". Salvador: EDUFBA.

Tarouco, L. M. R. et al. (2005) O aluno como co-construtor e desenvolvedor de jogos educacionais. Revista Novas Tecnologias na Educação. V. 3. No. 2. Rio Grande do Sul, Novembro, (2005).
Publicado
25/11/2013
Como Citar

Selecione um Formato
SILVA NETO, Sebastião Rogério da; SANTOS, Higor Ricardo M.; SOUZA, Anderson Alves de; SANTOS, Wilk Oliveira dos. Jogos Educacionais como Ferramenta de Auxílio em Sala de Aula. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 19. , 2013, Campinas. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2013 . p. 130-139. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2013.130.