Arduino e TinkerCad: recursos potenciais para desenvolver a Cultura Digital em estudantes da Educação Básica

  • Leonam Vieira Hemann UFN
  • Ana Marli Bulegon UFN

Resumo


Este trabalho apresenta os resultados do uso do Arduino e TinkerCad para a promoção da Cultura digital de estudantes da Educação Básica, como sugere a BNCC. As atividades foram realizadas com 20 estudantes do Ensino Médio de uma escola pública do interior do Rio Grande do Sul/Brasil, de forma presencial, durante o ano de 2022. Os trabalhos evidenciaram a aprendizagem dos estudantes acerca da Linguagem de Programação (LP), utilizada no TinkerCad e Arduino, e a conexão dos conceitos físicos e matemáticos, estudados em aula, com a Robótica Educacional (RE) e o Pensamento computacional (PC), por meio da resolução de problemas cotidianos.

Referências

Brasil. (2018). Base Nacional Comum Curricular. BNCC.Ministério da Educação. Matemática. MEC: Brasília, DF: 2018. Disponível em: [link].

Ribeiro, L.; Castro, A.; Fröhlich, A. A.; Ferraz, C. A. G.; Ferreira, C. E.; Serey, D.; Cordeiro, D. A.; Aires, J.; Bigolin, N.; Cavalheiro, S. (2019). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Computação para o Ensino de Computação na Educação Básica. Sociedade Brasileira de Computação.

Tarouco, L. (2013). Um panorama da fluência digital na sociedade da informação. In: BEHAR, P. (org.). Competências em Educação a Distância. Porto Alegre: Penso.

Teberosky, A. (2004). Alfabetização e tecnologia da informação e da comunicação (TIC) In: TEBEROSKY, A.; GALLART, M. S. (orgs.) Contextos de alfabetização inicial. Porto Alegre: Artmed, 153-164.

Gilster P. (1997). Digital literacy. New York: John Wiley.

Campos, F. R. (2005). Robótica pedagógica e inovação educacional: uma experiência no uso de novas tecnologias na sala de aula. 2005. 145 f. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Presbiteriana Mackezine, São Paulo.

Benitti, F. B. V., Vahldick, A., Urban, D. L., Krueger, M. L., Halma, A. (2009). Experimentação com robótica educativa no ensino médio: ambiente, atividades e resultados. In: Anais do XV Workshop de Informática na Educação.

Mill, D. (Org). (2013). Escritos sobre educação: desafios e possibilidades para ensinar e aprender com as tecnologias emergentes. São Paulo: Paulus.

Pinto, M. C., Elia, M. da F., Sampaio, F. F. (2012). Formação de professores em robótica educacional com hardware livre arduino no contexto um computador por aluno. In.: Anais … XVIII Workshop de Informática na Escola. [S.l.], p. 158-167. ISSN 2316-6541. Disponível em: [link]. Acesso em: 29 nov. 2022. DOI: http://dx.doi.org/10.5753/cbie.wie.2012.%p.

Morelato, L. A.; Nascimento, R. A. O.; D’abreu, J. V. V.; Borges, M. A. F. (2010). Avaliando diferentes possibilidades de uso da Robótica na Educação. In.:Revista de Ensino de Ciências e Matemática, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 80-96. Disponível em: [link].

Ribeiro, L.; Castro, A.; Fröhlich, A. A.; Ferraz, C. A. G.; Ferreira, C. E.; Serey, D.; Cordeiro, D. A.; Aires, J.; Bigolin, N.; Cavalheiro, S. (2019). Diretrizes da Sociedade Brasileira de Computação para o Ensino de Computação na Educação Básica. Sociedade Brasileira de Computação.

Wing, J. M. (2006). Computational thinking. Communications of the ACM, v. 49, n. 3, p. 33-35. Disponível em: [link].

Brackmann, C. P.; Boucinha, Rafael M.; Román-González, Marcos; Barone, Dante; Casali, Ana Casali; Silva, Flávia Pereira. Pensamento Computacional Desplugado: Ensino e Avaliação na Educação Primária Espanhola. In.: Journal on Computational Thinking V.2, N.1, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.14210/jcthink.v2.n1.p36 Acesso em: 15 set.2022.

Bertolini, C.; Parreira, F. J.; Cunha, G. B.; Macedo, R. T. Linguagem de Programação I. 1. ed. – Santa Maria/RS: UFSM/NTE, 2019. Disponível em: [link]. Acesso em: 15 set.2022.

Bacich, L. Holanda, L. (2020). STEAM em sala de aula: a aprendizagem baseada em projetos integrando conhecimento na Educação Básica. Porto Alegre: Editora Penso. Disponível em: [link].

Banzi. M. (2011). Getting Started with Arduino. Sebastopol: O’Reilly.

Minayo, M. C. S. (org.). (2013). Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes.

Oliveira, A. M. DE; Gerevini, A. M.; Strohschoen, A. A. G. (2017). Diário de Bordo: uma ferramenta metodológica para o desenvolvimento da Alfabetização Científica. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 10, n. 22, p. 119-132. Disponível em: [link].
Publicado
06/11/2023
Como Citar

Selecione um Formato
HEMANN, Leonam Vieira; BULEGON, Ana Marli. Arduino e TinkerCad: recursos potenciais para desenvolver a Cultura Digital em estudantes da Educação Básica. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA (WIE), 29. , 2023, Passo Fundo/RS. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2023 . p. 439-450. DOI: https://doi.org/10.5753/wie.2023.234775.