Modelo Pedagógico LearnT para o desenvolvimento da Autorregulação da Aprendizagem e do Pensamento Computacional em Cursos de Licenciatura

  • Aline Marcelino dos S. S. Baptista UENF

Resumo


A Autorregulação da Aprendizagem e o Pensamento Computacional envolvem competências essenciais para o desenvolvimento do estudante, como a capacidade de análise e resolução de problemas. Desta forma, o presente trabalho almejou investigar sobre a contribuição de um Modelo Pedagógico, intitulado LearnT, para o desenvolvimento da autorregulação da aprendizagem e do pensamento computacional, com estudantes de cursos de Licenciatura, durante um semestre letivo. Neste contexto, a coleta de dados foi realizada por meio de um questionário. Os resultados apontaram as contribuições do LearnT para a construção e o desenvolvimento de competências intrínsecas à educação do século XXI.

Referências

Bandura, A (1978), “The self system in reciprocal determinism”, In: American Psychologist, v. 33, n.4, p. 344-358, https://doi.org/10.1037/0003-066X.33.4.344.

Brackmann, C. P. (2017), “Desenvolvimento do pensamento computacional através de atividades desplugadas na educação básica”, Tese (Doutorado em Informática na Educação) Centro de Estudos Interdisciplinares em Novas Tecnologias na Educação, Programa de Pós-graduação em Informática na Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, [link].

Brasil (2018), Ministério da Educação, “Base Nacional Comum Curricular”, Brasília: MEC, [link].

Denning, P. J. (2009), “The profession of it beyond computational thinking”, In: Communications of the ACM, v. 52, n. 6, p. 28-30, [link], June.

Ganda, D. R.; Boruchovitch, E. (2018), “A Autorregulação da Aprendizagem: principais conceitos e modelos teóricos”, In: Psicologia da Educação, São Paulo, v. 46, n. 1, p. 71-80, [link].

ISTE/CSTA (2011), “Computational thinking leadership toolkit”, [link].

Nerling, M. A. M.; Darroz, L. M. (2021), “Tecnologias e aprendizagem significativa”, In: Cenas educacionais, Caetité – Bahia – Brasil, v. 4, n. 10956, p. 1-15, [link].

Papert, S.; Solomon, C. (1971), “Twenty things to do with a computer”, In: Educational Technology Magazine, [link].

Rocha, K. C. da; Basso, M. V. de. A. (2021), “Pensamento Computacional na formação de professores de matemática”, In: Revista Novas Tecnologias na Educação, Rio Grande do Sul, v. 19, n. 2, p. 426-436, [link], December.

Schunnk, D. H. (2001), Self-regulation through goal setting. University of North Carolina, Greensboro, NC, [link].

Schneider, D. (2014), “MP-CompEAD: modelo pedagógico baseado em competências para professores e para tutores em educação a distância”, Porto Alegre, Tese (Doutorado em Educação) Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, [link].

Sociedade Brasileira de Computação (SBC) (2019), “Diretrizes para ensino de Computação na Educação Básica”, [link].

Wing, J. M. (2006), “Computational thinking”, In: Communications of the ACM, v. 49, n. 3, p. 33, [link].

Wing, J. M. (2008), “Computational thinking and thinking about computing”, In: Philosophical transactions of the royal society A, v. 366, p. 3717-3725, [link], July.

Zimmerman, B. J. (2000), “Attaining self-regulation: a social-cognitive perspective”, In: Boekarts, M. M.; Pintrich, P.; Zeidner, M. (org.). Self-regulation: Theory, research, and applications, Orlando: FL7 Academic Press, p.13-39.

Zimmerman, B. J. (1986), “Development of self-regulated learning: which are the key subprocesses?”, In: Contemporary Educational Psychology, v. 11, p. 307-313.

Zimmerman, B. J. (1998), “Developing self-fulfilling cycles of academic regulation: an analysis of exemplary instructional models”, In: Schunk, D. H.; Zimmerman, B. J. (org.). Self-regulated learning: from teaching to self-reflective practice. Nova York: The Guilford Press, p. 1-19.
Publicado
06/11/2023
Como Citar

Selecione um Formato
BAPTISTA, Aline Marcelino dos S. S.. Modelo Pedagógico LearnT para o desenvolvimento da Autorregulação da Aprendizagem e do Pensamento Computacional em Cursos de Licenciatura. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO (SBIE), 34. , 2023, Passo Fundo/RS. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2023 . p. 1886-1895. DOI: https://doi.org/10.5753/sbie.2023.235279.