Investigando o pensamento de docentes e discentes de cursos TIC com relação à privacidade durante uso de redes sociais

Resumo


As redes sociais impulsionam o compartilhamento das informações pessoais e tornam a privacidade das pessoas cada vez mais vulnerável. Docentes e discentes de cursos de Tecnologia da Informação e Comunicação são consumidores e produtores de tecnologias digitais. Neste estudo, investigamos a frequência que docentes e discentes desse perfil se preocupam com a privacidade durante o uso de sistemas (e.g., redes sociais, aplicativos, internet). Em nossa pesquisa exploratória obtivemos 91 respostas válidas. Com base nos dados, observamos que já existem participantes que sempre ou frequentemente se preocupam com a privacidade durante o uso das aplicações, sendo que os resultados ficaram acima de 50%.

Palavras-chave: Privacidade, Proteção de Dados Pessoais, Ensino-Aprendizagem, Redes Sociais

Referências

Basili, V. R. and Rombach, H. D. (1988). The tame project: Towards improvement-oriented software environments. IEEE Transactions on software engineering, 14(6).

Brasil (2018). Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018. Presidência da República. Disponível em [link]. Acessado em: 05/09/2022.

Canedo, E. D., Toffano Seidel Calazans, A., Toffano Seidel Masson, E., Teixeira Costa, P. H., and Lima, F. (2020). Perceptions of ict practitioners regarding software privacy. Entropy, 22(4):429.

Clarke, R. (1997). Introduction to dataveillance and information privacy, and definitions of terms. Roger Clarke’s Dataveillance and Information Privacy Pages. Disponível em: http://www.rogerclarke.com/DV/Intro.html.

da Silva, M., Viterbo, J., Bernardini, F., and Maciel, C. (2018). Identifying privacy functional requirements for crowdsourcing applications in smart cities. In 2018 IEEE International Conference on Intelligence and Security Informatics (ISI). IEEE.

Finn, R. L., Wright, D., and Friedewald, M. (2013). Seven types of privacy. In European data protection: coming of age, pages 3–32. Springer.

Gil, A. C. and Vergara, S. C. (2015). Tipo de pesquisa.

Hadar, I., Hasson, T., Ayalon, O., Toch, E., Birnhack, M., Sherman, S., and Balissa, A. (2018). Privacy by designers: software developers’ privacy mindset. Empirical Software Engineering, 23(1):259–289.

Mourao, E., Dias, M., Pinheiro, E., Viterbo, J., and Maciel, C. (2021). Colabin: Modelo de colaboração interativa de aula fracionada para o ensino remoto na educação superior. In Anais do XXXII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação.

Papaioannou, T., Tsohou, A., Karyda, M., and Karagiannis, S. (2022). Requirements for an information privacy pedagogy based on the constructivism learning theory. In Proceedings of the 17th International Conference on Availability, Reliability and Security.

Silva, M., Viterbo, J., and Salgado, L. (2022). Privacidade na educação on-line em tempos de pandemia: Um levantamento de práticas adotadas e possibilidades futuras. In Anais do III Workshop sobre as Implicações da Computação na Sociedade, pages 1–12, Porto Alegre, RS, Brasil. SBC.

Tabak, P. and Figueiredo, D. R. (2018). Algoritmo eficiente para quebra de privacidade em redes sociais anonimizadas. In Anais do III Encontro de Teoria da Computação.

Vittorazzi, D., Araújo, N., and de Souza, P. (2019). Investigando o comportamento na web de um grupo de bacharelandos da área de tecnologia da informação. In Anais da X Escola Regional de Informática de Mato Grosso, pages 67–72. SBC.

Wang, W., Lam, E. T. H., Chiu, D. K., Lung, M. M.-w., and Ho, K. K. (2020). Supporting higher education with social networks: trust and privacy vs perceived effectiveness. Online Information Review.
Publicado
17/10/2022
Como Citar

Selecione um Formato
DA SILVA, Mônica; VITERBO FILHO, José; SALGADO, Luciana Cardoso de Castro. Investigando o pensamento de docentes e discentes de cursos TIC com relação à privacidade durante uso de redes sociais. In: WORKSHOP SOBRE ASPECTOS DA INTERAÇÃO HUMANO-COMPUTADOR NA WEB SOCIAL (WAIHCWS), 13. , 2022, Diamantina. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2022 . p. 32-39. ISSN 2596-0296. DOI: https://doi.org/10.5753/waihcws.2022.226632.