ColabSaber: Um framework de suporte pedagógico na construção colaborativa de saberes

  • Waldir Siqueira Moura Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Angélica Fonseca da Silva Dias Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Juliana Baptista dos Santos França Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro https://orcid.org/0000-0001-6300-8139
  • Marcos Roberto da Silva Borges Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Jonice de Oliveira Sampaio Oliveira DCC/IM/UFRJ

Resumo


O presente artigo propõe o Framework ColabSaber que tem por objetivo associar ações de aulas expositivas com os princípios de aprendizagem defendidos por Vygotsky, sendo eles: linguagem, cultura e interação social na aprendizagem. O ColabSaber usa os fundamentos do Group Storytelling como apoio educacional para alunos do Ensino Fundamental. O artigo aponta a importância da construção colaborativa das histórias em quadrinhos como apoio intermediário no processo de ensino-aprendizagem tradicional, considerando também os avanços tecnológicos e a facilidade dos alunos no manuseio das novas tecnologias. Como resultado, o artigo apresenta que o uso do framework ColabSaber propiciou um melhor desempenho escolar dos alunos , a identificação de elementos motivacionais e um forte engajamento acadêmico nas atividades escolares dos paticipantes.
Palavras-chave: Aprendizagem colaborativa, CSCL, Group Storytelling

Referências


Borges, Marcos. (2011). Conhecimento coletivo. In Sistemas Colaborativos. Pimentel, Mariano; Fuks, Hugo. (Orgs). Rio de Janeiro: Elsevier. P. 198.

Castro, Alberto; Menezes, Crediné. (2011). Aprendizagem colaborativa com suporte computacional. In Sistemas Colaborativos. Pimentel, Mariano; Fuks, Hugo. (Orgs). Rio de Janeiro: Elsevier. P. 135.

Colaço, V. De F. R. 2004. Processos interacionais e a construção de conhecimento e subjetividade de crianças. In Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, V. 17, N. 3, P. 333-340.

Damiani, Magda Floriana. (2008). Entendendo o trabalho colaborativo em educação e revelando seus benefícios. In Educar, Curitiba, N. 31, P. 213-230, Editora UFPR.

de Borba Campos, M., Maiocchi, D., & Bortolin, M. (2004, November). SIGNHQ: sistema de autoria para criação e leitura de Histórias em Quadrinhos com suporte à Língua de Sinais. InBrazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE)(Vol. 1, No. 1, pp. 44-46).

Gouvêa, Maria Teresa; Pimentel, Mariano; Santoro, Flavia Maria; Cappelli, Claudia. 2016. Externalização do conhecimento através de group storytelling: um estudo de caso em tutorial online. In XII Brazilian Symposium on Information Systems, Florianópolis, Sc, May 17-20.

Kotujansky, Silvio. (2009). Um modelo para a elaboração colaborativa de conteúdos didáticos digitais que utilizem a metáfora de histórias em quadrinhos e recursos hipermídia. Dissertação defendida na Universidade Federal de Santa Catarina como requisito para obtenção do grau de Mestre.

Lage, B. B., França, J. B. S., Dias, A. F. S. Vivacqua, A. S., Borges, M. R. S. (2017). Aplicando o group storytelling no compartilhamento de experiências e na avaliação em sala de aula. In VI Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE 2017). Recife, Porto Alegre. Anais do XXIII Workshop de Informática na Escola (WIE 2017), 2017.

Martin, E; Marchesi, A. (1996). Desenvolvimento metacognitivo e problemas de aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas. P. 41.

Mcsill, James. (2013). 5 Lições de storytelling: fatos, ficção e fantasia. 1. Ed. São Paulo: Dvs Editora. In Santos, Leonardo Schwertner Dos. Storytelling: O Poder da Narrativa Estratégica Dentro do Branding e Marketing. P. 5.

Neves, Sílvia Da Conceição. (2012). A História em quadrinhos como recurso didático em sala de aula. Trabalho de Conclusão de Curso de Artes Visuais, Habilitação em Licenciatura, do Departamento de Artes Visuais da Universidade de Brasília. Palmas.

Piconi, A. C., & Tanaka, E. H. (2003, November). A construção de histórias em quadrinhos eletrônicas por alunos autistas.In Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE)(Vol. 1, No. 1, pp. 385-394).

Robin, B. (2016). Digital storytelling: A powerful technology tool for the 21st century classroom. Disponível Em: Http://Digitalstorytellingclass.Pbworks.Com/F/Digital+Storytelling+A+Powerful.Pdf . Acesso em: 29 jun. 2019. Torres, Niquelle Leite; Soares, Tathiana Santos; Conceição, Fábio Henrique Gonçalves. Dificuldade de Aprendizagem: Além do Muro Escolar In: II Encontro Científico Multidisciplinar da Faculdade Amadeus.

Salim, R., Dias, A. F. S., França, J. B. S., Lage, B. B., Borges, M. R. S. (2016). O uso de storytelling para apoiar o compartilhamento de conhecimento. In 13º Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos (SBSC). Porto Alegre. v. 1.

Salvador, Coll. Palacios, J.; Marchesi, A. (Org.). (1996). Desenvolvimento psicológico e educação. Porto Alegre: Artes Médicas. V. 2.

Silva, Alexsandra Monteiro Da; Correa, Ana Claudine Siqueira; Filho, José Mário Ribeiro De Souza; Farias, Gleybson Dos Santos; Souza, Ricardo André Cavalcante De. (2018). Gestão do conhecimento como ferramenta para melhoria do trabalho coletivo e colaborativo. In Ijkem, Int. J. Knowl. Eng. Manage. V.7, N.17 • Florianópolis, Sc Mar. 2018/Jun. 2018. (Ufsc) Patricia De Sá Freire E João Artur De Souza (Ed.), P. 65-83.

Silva, Deivid Eive Dos Santos; Corrêa, Marialina Sobrinho; Lima, Celson Pantoja. (2018). Criação de storytelling digital aplicado a disciplina redação com os alunos das 3ª séries do Ensino Médio. In Revista Tecnologias na Educação – Ano 10 – Número/Vol.25 – julho.

Tancicleide Gomes; Fernanda Castro, Patricia Tedesco. (2017). Desenvolvendo o pensamento computacional na educação infantil: Um toolkit educacional sobre conceitos de programação baseado em storytelling transmedia. In Nuevas Ideas en Informática Educativa TISE. Volumen 13, p. 31 – 40. Santiago de Chile.

Tardelli, André; França, Juliana; Dias, Angélica; Vivacqua, Adriana; Borges, Marcos. (2019). A influência da personalidade do aluno na Construção de Grupos de Trabalho em Sala de Aula. In Anais do Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE.

Torres, Patrícia Lupion; Irala, Ersom Adriano F. (2014). Aprendizagem colaborativa: teoria e prática. In Coleção Agrinho, N. 3, P. 61-93, Editora Agrinho.

Silvério, Luciana Begatini Ramos. (2006) O valor pedagógico das histórias em quadrinhos no percurso do docente de língua portuguesa. I Jornada de didática: o ensino como foco. CEMAD - Paraná.

Costa, Marsoniel Felipe da. (2011). Os quadrinhos em sala de aula. Artigo científico apresentado à Coordenação do Curso de Letras da Universidade Estadual da Paraíba - UEPB - Campus III como requisito para obtenção do grau de licenciado em Letras, habilitação I.

Severo, Marta F. da Silva; Severo, David Ferreira. (2015). As HQs como ferramenta pedagógica em sala de aula. Artigo publicado na revista CESMAC edição digital de 2015. https://cesmac.edu.br/revistas-digitais

Vigotski, L. S. (1996). Pensamento e linguagem. Martins Fontes: São Paulo.

Publicado
24/11/2020
Como Citar

Selecione um Formato
MOURA, Waldir Siqueira; DIAS, Angélica Fonseca da Silva; FRANÇA, Juliana Baptista dos Santos; BORGES, Marcos Roberto da Silva; OLIVEIRA, Jonice de Oliveira Sampaio. ColabSaber: Um framework de suporte pedagógico na construção colaborativa de saberes. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 26. , 2020, Evento Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 61-70. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2020.61.