A linguagem de programação Scratch e o ensino de funções: uma possibilidade

  • Sandra Riboldi Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Janice Reichert Universidade Federal da Fronteira Sul

Resumo


Neste trabalho, propomos a utilização do software Scratch para o Ensino de funções do primeiro grau. Para isto foi elaborada e aplicada, uma sequência de atividades para o desenvolvimento do pensamento computacional e abordagem do conceito de funções. Para o diagnóstico inicial aplicamos dois questionários. O primeiro, com questões relacionadas ao pensamento computacional e hábitos dos estudantes relacionados ao uso de tecnologia. O segundo, abordando conhecimentos prévios sobre o conteúdo de funções. Após o desenvolvimento das atividades os estudantes formam avaliados por um pós-teste e uma prova de conhecimentos específicos. Desta forma, o trabalho centrou-se em analisar as possíveis contribuições que a linguagem de programação Scratch pode trazer na introdução do conceito de funções, em uma turma de 9º ano do Ensino Fundamental.

Referências

Ausubel, D. P. (1982). A aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes.

Martins, A. R. Q. (2012). Usando o Scratch para potencializar o pensamento criativo em crianças do ensino fundamental. 114 f. Dissertação de Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS. Disponível em: http://www.upf.br/ppgedu/images/stories/defesa-dissertacao-amilton-rodrigo-de-quadros-martins.

Brackmann, Christian Puhlmann. (2017). Desenvolvimento do Pensamento Computacional Através de Atividades Desplugadas na Educação Básica. 226 f. Tese (Doutorado) - Informática na Educação, Cinted, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS. Brasil.

Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/>. Acesso em: 29 mar. 2019. Gonçalves, Antonio R. (2016). Matemática para cursos de graduação. São Paulo. Contexto e aplicações.

Miotto, P.; Cardoso, V.C. (2014). A Utilização do software Scratch para o ensino e a aprendizagem do conceito de função. Os desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor, PDE, I.

Neto, Valter S.M. (2013). A utilização da ferramenta Scratch como auxílio na aprendizagem de lógica de programação. II Congresso Brasileiro de Informática na Educação (CBIE). Disponível em: http://www.brie.org/pub/index.php/wcbie/article/view/2675/2329.

Papert, S. (1980). Mindstorms: Children, Computers, And Powerful Ideas. Basic Books.

Pazinato, Ariane M.; Moreira, C.; Rizzon, E. C.; Mallmann, Maria E.; Oro, Neuza T.; Uczay, Thaíse. (2014). Scratch: instrumento para o aprendizado criativo na formação continuada de professores. 3º Seminário Nacional de Inclusão digital. Passo Fundo, RS.

Román-González, M., Pérez, J. C., & Carmen Jiménez-Fernández. Test de Pensamiento Computacional: diseño y psicometría general, Octubre 14-16, 2015, Madrid, ESPAÑA. III Congreso Internacional sobre Aprendizaje, Innovación y Competitividad (CINAIC 2015), 2015. https://doi.org/10.13140/RG.2.1.3056.5521

Smole, K.S.; Diniz, M. I.; Milani, E. (2007). Cadernos do Mathema: Jogos de Matemática do 6º ao 9º ano. Porto Alegre. Artmed.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
RIBOLDI, Sandra; REICHERT, Janice. A linguagem de programação Scratch e o ensino de funções: uma possibilidade. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 109-118. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.109.