Programação em Scratch na Sala de Aula: investigações sobre a construção do conceito de ângulo

  • Kátia Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Marcus Basso Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo


Este artigo descreve uma investigação sobre o uso do Scratch na construção do conceito de ângulo, atendendo à questão de pesquisa: Quais as primeiras noções dos alunos em relação ao conceito de ângulo em atividades de programação no Scratch? Apresenta um estudo de caráter qualitativo, caracterizado como um estudo de casos múltiplos, realizado com 16 alunos do Ensino Fundamental de uma escola da rede pública de São Leopoldo. O aporte teórico está fundamentado nos estudos de Papert e de Gérard Vergnaud. Os resultados apontam possibilidades do software como um instrumento que auxilia na compreensão do conceito de ângulo diante das diversas situações em que o sujeito manipula o Scratch.

Referências

BASSO, M. V. A.; BÚRIGO, E. Z. A Construção do Sistema Numérico Posicional. In. Psicologia: Reflexão e Crítica. Porto Alegre: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UFRGS, v.5, n. 1, p. 55 - 65, dez.1992

MARJI, M. Aprender a programar com Scratch. Tradução: Lúcia Kinoshita. São Paulo: Novatec, 2014. 284 p.

PAPERT, S. Logo: computadores e educação. Tradução: José Armando Valente. São Paulo: Brasiliense, 1985. 253 p.

RESNICK, M. et al. Scratch: Programming for all. Communications of the ACM. [s.l.]. n 11, p. 60-67, nov. 2009. Disponível em: <http://web.media.mit.edu/~mres/papers/ Scratch-CACM-final.pdf >. Acesso em: 20 maio 2016.

ROCHA, K. C. Programação em Scratch na sala de aula de Matemática: investigações sobre a construção do conceito de ângulo. 2017. 211 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Matemática) – Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática, Instituto de Matemática e Estatística, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

ROCHA, K. C.; BASSO, M. V. A. Teoria dos Campos Conceituais na análise de programação em Scratch. Renote, Porto Alegre, v. 15. n. 2, 2017

VERGNAUD, G. Teoria dos campos conceituais. In Nasser, L. (Ed.) Anais do 1º Seminário Internacional de Educação Matemática do Rio de Janeiro. 1993. p. 1-26.

______. O longo e o curto prazo na aprendizagem da matemática. Educar em Revista, n. Especial 1/2011, Editora UFPR: Curitiba, p.15-27, 2011.

VITALE, B. Computador na escola: um brinquedo a mais? Ciência Hoje, v. 13, n. 77, p. 19-25, out./nov. 1991.

WING, J. M. Computational Thinking. Communications of the ACM, vol. 49, n. 3, p.33-35, mar 2006.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
ROCHA, Kátia; BASSO, Marcus. Programação em Scratch na Sala de Aula: investigações sobre a construção do conceito de ângulo. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 725-734. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.725.