A formação de professores e a importância da Fluência Tecnológica Digital em meio ao cenário do século XXI

  • Adriana Santos Universidade de Passo Fundo
  • Adriano Teixeira Universidade de Passo Fundo

Resumo


O cenário de mudanças e incertezas que emerge no século XXI, caracterizado como um mundo globalizado e altamente conectado por conta das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), exige novas demandas para a educação contemporânea. Nesta perspectiva, o presente estudo teórico, visa identificar quais as competências e habilidades do professor em processos educativos para o contexto tecnológico do século XXI? Das competências mais relevantes para os professores neste contexto, destaca-se neste estudo, a Fluência Tecnológica Digital (FTD).

Referências

Bonilla, M. H. Escola Aprendente: para além da sociedade da informação. Rio de Janeiro, RJ: Quartet, 2005.

Coll, César; Monereo, Carles. Psicologia Da Educação Virtual: Aprender E Ensinar Com As Tecnologias da Informação e da Comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010.

Delors. J. Educação para o século XXI: questões e perspectivas. Trad. Fátima Murad.- Porto Alegre: Artmed, 2005.

Demo, P. Habilidades do Século XXI. In: Boletim Técnico do SENAC, Rio de Janeiro, v. 34, n. 02, maio/ago. 2008. p. 389-404. Disponível em: <http://www.bts.senac.br/index.php/bts/article/view/269>. Acesso em: 12 fev. 2018.

Imbernón. F. A educação no século XXI: os desafios do futuro imediato. 2. ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

Inep. Relatório de Indicadores Educacionais 2016. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/web/guest/indicadores-educacionais>. Acesso em: 13 fev. 2018.

Moran, J. M; Masseto, M. T.; Behrens, M. A. Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.

Moran, J.M. A educação que desejamos: novos desafios e como chagar lá. 5. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

Morgado, Lina. Roda, Fernanda. Mapeamento da literatura sobre Competências Digitais do Professor: tendências em progresso. RE@D - Revista de Educação a Distância e E-learning. Volume 2, Número 1. 2019. Disponível em: < https://journals.uab.pt/index.php/lead_read>. Acessado em 12 abr. 2019.

Papert, S.; Resnick, M. Technological Fluency and the Representation of Knoledge. Proposal to the National Science Foundation. MIT MediaLab, 1995.

Perrenoud. P. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre, RS: Artmed, 2000.

Perrenoud. P. Formando professores profissionais: quais as estratégias? Quais competências? 2. ed. Porto Alegre, RS. Artmed, 2001.

Porvir, Instituto. O que é ser um bom professor. 2018. Disponível em < encurtador.com.br/duJT3>. Acesso em: 24 jul. 2018.

Pozo, J. I. Aprendizes e mestres: a nova cultura da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2002.

Pozo, J. I; Postigo, Y. Los procedimientos como contenidos escolares: uso estratégico de la información. Barcelona: Edebé, 2000.

Teixeira, Adriano Canabarro. Inclusão digital: novas perspectivas para a informática educativa. Ijuí: Ed: Unijuí, 2010.

Uerz, D., Volman, M. & Kral, M. (2018). Teacher educators' competences in fostering student teachers’ proficiency in teaching and learning with technology: An overview of relevant research literature. Teaching and Teacher Education, 70, 12-23.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
SANTOS, Adriana; TEIXEIRA, Adriano. A formação de professores e a importância da Fluência Tecnológica Digital em meio ao cenário do século XXI. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 831-838. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.831.