As Metodologias Ativas e o Ensino em Engenharia de Software: uma revisão sistemática da literatura

  • José Vinícius Lima Universidade de Pernambuco
  • Mozart de Melo Alves Júnior Centro Universitários CESMAC
  • Andres Moya Universidade de Pernambuco
  • Ricardo Almeida Universidade de Pernambuco
  • Patricia Anjos Universidade de Pernambuco
  • Maria Lencastre Universidade de Pernambuco
  • Roberta Andrade de Araújo Fagundes Fagundes Universidade de Pernambuco
  • Fernanda Alencar Universidade Federal de Pernambuco

Resumo


Um dos grandes desafios em Engenharia de Software é utilizar métodos eficazes de ensino e aprendizagem de modo que os conceitos teóricos sejam melhores abordados através de aplicações práticas. Neste sentido, esse trabalho apresenta uma revisão sistemática da literatura sobre a utilização das metodologias ativas no ensino em engenharia de software, sendo realizada no período de 2009 a 2019. Foram retornados 1720 estudos primários, dos quais 34 foram incluídos nesta revisão. Os resultados identificaram as dificuldades e os benefícios relatados, além dos métodos ativos de ensino mais utilizados.

Referências

Ardis, M., Budgen, D., Hislop, G. W., Offutt, J., Sebern, M., and Visser, W. (2015). Se 2014: Curriculum guidelines for undergraduate degree programs in software engineering. Computer, 48(11):106–109.

Cunha, A., Szuparits, B., da Silva, B. G., Silva, B., de Paula, B., Andrada, D., Sobreira, E. S. R., Antônio, J. C., Menegaldo, K., de Lima, K. M., Allan, L., Belém, M., Pereira, M., Diana, M. C., Mandaji, M., and Reis, V. (2018). Crescer em Rede - Metodologias Ativas. S˜ao Paulo, edição especial edition.

Dyba, T., Dingsoyr, T., and Hanssen, G. K. (2007). Applying systematic reviews to diverse study types: An experience report. In First International Symposium on Empirical Software Engineering and Measurement (ESEM 2007), pages 225–234. IEEE.

Kitchenham, B. A. and Charters, S. (2007). Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering. 2.3.

Marques, M. R., Quispe, A., and Ochoa, S. F. (2014). A systematic mapping study on practical approaches to teaching software engineering. In 2014 IEEE Frontiers in Education Conference (FIE) Proceedings, pages 1–8. IEEE.

Mour˜ao, A. (2017). Uma proposta da eficiência do uso da metodologia ativa baseada em problemas, utilizando dojo de programação, aplicada na disciplina de lógica de programação. In Anais do Workshop de Informática na Escola, volume 23, page 667.

Portela, C., Vasconcelos, A., and Oliveira, S. R. B. (2016). Frames: Uma proposta de framework para o ensino de tópicos da engenharia de software. In Brazilian Symposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE), volume 27, page 1361.

Prikladnicki, R., Albuquerque, A. B., von Wangenheim, C. G., and Cabral, R. (2009). Ensino de engenharia de software: desafios, estratégias de ensino e lições aprendidas. FEES-Fórum de Educação em Engenharia de Software, pages 1–8.

Valente, J. A., Freire, F. M. P., and Arantes, F. L. (2018). Tecnologia e Educação: passado, presente e o que está por vir. NIED/UNICAMP, Campinas- SP, 1 edition.

Wohlin, C., Runeson, P., Neto, P. A. d. M. S., Engström, E., do Carmo Machado, I., and De Almeida, E. S. (2013). On the reliability of mapping studies in software engineering. Journal of Systems and Software, 86(10):2594–2610.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
LIMA, José Vinícius; ALVES JÚNIOR, Mozart de Melo; MOYA, Andres; ALMEIDA, Ricardo; ANJOS, Patricia; LENCASTRE, Maria; FAGUNDES, Roberta Andrade de Araújo Fagundes; ALENCAR, Fernanda. As Metodologias Ativas e o Ensino em Engenharia de Software: uma revisão sistemática da literatura. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 1014-1023. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.1014.