Criação e avaliação de um objeto de aprendizagem para a pegada ecológica

  • Mauro Barreto Universidade Federal de Campina Grande
  • Felipe Torres Universidade Federal de Campina Grande
  • Gabrielly Silva UFCG
  • Lucas Mascena UFCG
  • Raucy Dantas UFCG
  • Adriana Damasceno UFCG

Resumo


Os computadores são usados em diversas áreas. No entanto, a utilização de recursos computacionais em sala de aula é escassa, principalmente em escolas públicas. Há uma necessidade de conscientização do uso dos recursos do planeta e um dos meios de aprendizado desta teoria pode ocorrer por meio dos computadores. Este trabalho apresenta um objeto de aprendizagem que ilustra o conceito de pegada ecológica direcionado para alunos de ensino médio. Usamos a linguagem Scratch e o formato de quiz. Sua avaliação foi realizada através de questionários por 63 alunos de ensino médio com o auxílio da taxonomia de Bloom. Os resultados mostraram aceitação por ambos os públicos.

Referências

(2018). Calculadora da pegada ecológica. http://www.pegadaecologica.org.br/. Accessado: 09-06-2018.

(2018). Learning objects metadata workgroup. https://standards.ieee.org/develop/wg/LOMWG12.html. Accessado: 09-06-2018.

Andrade, G. D. O. and Rodrigues, C. (2016). Vem Aprender: Objetos de Aprendizagem para o ensino de Estatística. Anais do Workshop de Informática na Escola, 22(1):602.

Audino, D. F. and da Silva Nascimento, R. (2010). Objetos de aprendizagem–diálogos entre conceitos e uma nova proposição aplicada à educação. Revista Contemporânea de Educação, 5(10).

da Silva, K. C. and Costa, M. N. D. (2017). Jogos digitais na escola : a utilização como objetos de aprendizagem no ensino da matemática. In Anais do 23o Workshop de Informática na Escola, pages 21–30.

Damasceno, A. C., Lopes, M., Andrade, R., Nobrega, S., and Almeida, I. (2016). Descrevendo o uso dos computadores nas escolas públicas da Paraíba. Revista Brasileira de Informática na Educação, 24(3):47–61.

Dias, G. F. (2015). Pegada ecológica e sustentabilidade humana. Global Editora e Distribuidora Ltda.

Ferraz, A. P. D. C. M. and Belhot, R. V. (2010). Taxonomia de Bloom: revisao teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão & Produção, 17(2):421–431.

Gasque, K. C. G. D. (2016). Objetos de Aprendizagem para o Letramento Informacional. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, 9(2):387–405.

Marji, M. (2014). Learn to Program with Scratch: A Visual Introduction to Programming with Games, Art, Science, and Math. No Starch Press.

Silva, A. M. d. S., Moraes, D. A. S. d. S., and Batista, S. C. F. (2014). Objetos de Aprendizagem em Scratch para Estudo de Saneamento Básico: Percepções de Alunos e Professores. In Workshop de Informática na Escola (WIE), pages 370–379.

Tietenberg, T. H. and Lewis, L. (2016). Environmental and natural resource economics. Routledge.

Vania, K. and Vieira, M. (2016). Objeto de aprendizagem empregado como recurso multimídia na microbiologia. Teorias e práticas em tecnologias educacionais, pages 123–149.

Wiley, D. (2002). Learning objects need instructional design theory. The ASTD eLearning handbook, pages 115–126.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
BARRETO, Mauro; TORRES, Felipe; SILVA, Gabrielly; MASCENA, Lucas; DANTAS, Raucy; DAMASCENO, Adriana. Criação e avaliação de um objeto de aprendizagem para a pegada ecológica. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 1194-1198. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.1194.