Construção de uma Arquitetura Pedagógica apoiada em Jogos Digitais: uma experiência de aprendizagem

Resumo


Apresentamos o relato de experiência de um grupo de doutorandos, em um Seminário Avançado sobre Tecnologias Digitais e Aprendizagem. A proposta da disciplina era aprender a combinar Arquitetura Pedagógica (AP) com jogos digitais, para oferecer novas situações de aprendizagem. O grupo elaborou uma AP para apoiar as aprendizagens de descarte, reciclagem e reúso de materiais, para estudantes do Ensino Fundamental. Os resultados mostram que a atividade foi essencial na construção de conhecimentos dos doutorandos, em decorrência das vivências e articulação com seus diferentes saberes. A experiência contribuiu na formação dos envolvidos, visto que os sujeitos atingiram o objetivo proposto de construir o jogo mesclando-o com a proposta de uma AP.

Palavras-chave: Arquiteturas Pedagógicas, Jogos Digitais, Construct

Referências

Alves, L. F. D., de Lima Azevedo, V. N., and Junior, A. d. 0. C. (2019). Construct 2: Oficinas formativas para a criação de jogos educacionais digitais. Anais do Simpósio Ibero-Americano de Tecnologias Educacionais.

Aragón, R. (2016). Interação e mediação no contexto das arquiteturas pedagógicas para a aprendizagem em rede. Revista de educação pública (Cuiabá). Vol. 25, n. 59/1 (maio/ago. 2016), p. 261-275.

Breuer, J. and Bente, G. (2010). Why so serious? on the relation of serious games and learning. Journal for Computer Game Culture, 4:7-24.

Carvalho, M. J. S., de Nevado, R. A., and de Menezes, C. S. (2005). Arquiteturas pedagógicas para educação à distância: concepções e suporte telemático. In Brazilian S ymposium on Computers in Education (Simpósio Brasileiro de Informática na Educação-SBIE), volume 1, pages 351—360.

Carvalho, M. J. S., Nevado, R. D., & Menezes, C. S. (2007). Arquiteturas pedagógicas para educação a distância. Aprendizagem em rede na educação a distância: estudos e recursos para formação de professores. Porto Alegre: Ricardo Lenz, 1, 36-52.

Silva Pinto, S. C. C. and Mattos, M. S. (2019). A programação de jogos como um instrumento motivador da aprendizagem. Revista Espaço Pedagógico, 26(2):370—394.

Sena, S., Schmiegelow, S. S., do Prado, G. M., de Sousa, R. P. L., and Fialho, F. A. P. (2016). Aprendizagem baseada em jogos digitais: a contribuição dos jogos epistêmicos na geração de novos conhecimentos. RENOTE, 14(1).

Espírito Santo, D. and de Menezes, C. (2016). Um ambiente para autoria e realização de aventuras pedagógicas digitais. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, volume 5, page 588.

Falkembach, G. A. M. (2006). O lúdico e os jogos educacionais. CINTED-Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação, UFRGS.

Gee, J. P. (2007). “Bom Jogos de vídeo e Boa Aprendizagem”. Tashia Morgridge Professor de Leitura. Universidade de Wisconsin-Madison, Vol. 1, Nº 1, LIVRO 1

Lago, M. and Aragón, R. (2019). Arquitetura pedagógica de resolução de problemas em um jogo digital. In Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação, volume 8, page 911.

Menezes, C. S. d., Aragón, R., and Ziede, M. K. L. (2013). Arquiteturas pedagógicas para a aprendizagem em rede no contexto do seminário integrador. RENOTE: revista novas tecnologias na educação. Vol. 11, n. 2 (jul. 2013), 16 f.

Papert, S. Mindstorms: children, computers, and powerful ideas january 1980. Piaget, J. (2002). Epistemologia Genética. Ed. Martins Fontes.

Prensky, M. (2003). Digital game-based learning. Computers in Entertainment (CIE), 1(1):21—21.
Publicado
16/11/2022
Como Citar

Selecione um Formato
JACAÚNA, Ricardo Daniell Prestes; MÜLLER, Miriam Garcia; LIMA, Jefferson Ribeiro; PEREIRA, Andréa; MENEZES, Crediné Silva de. Construção de uma Arquitetura Pedagógica apoiada em Jogos Digitais: uma experiência de aprendizagem. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 28. , 2022, Manaus. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2022 . p. 100-109. DOI: https://doi.org/10.5753/wie.2022.225041.