Identificação de Fluxos Elefantes em Redes de Ponto de Troca de Tráfego com Suporteá Programabilidade P4

  • Marcus Vinicius Brito da Silva
  • Jonatas Adilson Marques
  • Luciano Paschoal Gaspary
  • Lisandro Zambenedetti Granville

Resumo


Diante dos desafios encontrados no gerenciamento de fluxos que trafegam sobre uma rede de ponto de troca de tráfego, a identificação dos chamados fluxos elefantes pode contribuir na qualidade dos serviços prestados aos seus participantes. Nessa perspectiva, aproveitando os recursos encontrados em switches com suporte a programabilidade, este trabalho apresenta um mecanismo para realizar a identificação de fluxos elefantes diretamente no plano de dados programável da rede. Cada pacote é analisado por um switch ao ingressar na rede e o processo de identificação ocorre de forma imediata. O protótipo desenvolvido em P4 mostrou-se significativamente mais eficiente em relaçãoás abordagens do estado da arte implementadas com o protocolo OpenFlow. Os resultados demonstraram que é possível identificar os fluxos elefantes de forma rápida e eficiente, com menos de 35% de falsos positivos e menos de 10% de falsos negativos, em um cenário cujos recursos de memória eram escassos.
Publicado
10/05/2018
Como Citar

Selecione um Formato
SILVA, Marcus Vinicius Brito da; MARQUES, Jonatas Adilson; GASPARY, Luciano Paschoal; GRANVILLE, Lisandro Zambenedetti. Identificação de Fluxos Elefantes em Redes de Ponto de Troca de Tráfego com Suporteá Programabilidade P4. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE REDES DE COMPUTADORES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS (SBRC) , 2018 Anais do XXXVI Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, may 2018 . ISSN 2177-9384.