Avaliação de Softwares Educacionais: Uma Abordagem Mais Inclusiva para Alunos com Transtorno do Espectro Autista

  • Uilliam Pereira de Oliveira Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Wesley Thereza Universidade do Estado de Mato Grosso

Resumo


Os alunos com Autismo têm dificuldades em desenvolver habilidades cognitivas e adquirir novos conhecimentos devido a suas deficiências intelectuais. Este artigo teve como objetivo compreender o Transtorno do Espectro Autista (TEA), suas técnicas de intervenção e verificar se as abordagens de avaliação de software educacional na literatura nos permitem avaliar um produto para estudantes com Necessidades Educacionais Especiais (NEE) e podem ser usadas por profissionais da educação no processo de ensino-aprendizagem. O resultado foi uma checklist adaptada, mais inclusiva e fácil de aplicar, aprimorando o aprendizado e o desenvolvimento das crianças dentro do espectro.

Referências

Almeida, A. et al. (2018) Indicadores para Avaliação de Software Educacional com base no guia GDSM (Goal Driven Software Measurement). Simpósio Brasileiro de Informática na Educação (SBIE), [S. l.]. Disponível em: http://www.brie.org/pub/index.php/sbie/article/view/7950. Acesso em: 10 mar. 2019.

Buckingham, D. (2010) Cultura Digital, Educação Midiática e o Lugar da Escolarização. Educação & Realidade, Porto Alegre. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/13077/10270. Acesso em: 3 mar. 2019.

Gomes, C. G. S. e Souza, D. das G. de. (2016) Ensino de Sílabas simples, Leitura Combinatória e Leitura com Compreensão para aprendizes com Autismo Revista Brasileira de Educação Especial, [S. l.]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-65382016000200233&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 24 fev. 2019.

Jucá, S. C. S. (2006) A relevância dos softwares educativos na educação profissional. Ciências & Cognição, V8: p 22-28 [online]. Revista interdisciplinar de estudos de cognição. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/571/359. Acesso em: 02 jan. 2019.

Kwee, C S. (2006) Abordagem Transdisciplinar no Autismo: O Programa TEACCH. 110 p. Dissertação (Mestrado Profissionalizante em Fonoaudiologia) - Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro.

Oliveira, U. P. de. e Thereza, W. B. (2018) O Uso de TICs para Inclusão Social de Crianças com Transtorno do Espectro Autista. Conferência Internacional sobre Informática na Educação (TISE), Brasília, Brasil. Disponível em: http://www.tise.cl/Volumen14/TISE2018/569.pdf. Acesso em: 3 abr. 2019.

Oliveira, U. P. de; Thereza, W. B. (2019) Avaliação de Softwares Educacionais: Uma Abordagem Mais Inclusiva para Alunos com Transtorno do Espectro Autista. LatinAmerican Community of Learning Objetcs (LACLO), São Jose Del Cabo – México. No prelo.

Silva, R. S. da et al. (2016) Avaliação de Software Educativo: a complexidade de escolher uma abordagem adequada. In: Congresso Regional sobre Tecnologias na Educação (CTrl+e) Natal - RN. Disponível em: http://ceur-ws.org/Vol1667/CtrlE_2016_AC_paper_26.pdf. Acesso em: 24 fev. 2019.

Valente, J. A. (Org.). (1998) Computadores e Conhecimento: Repensando a educação. 2. ed. Campinas/SP: Unicamp/NIED. 513 p. v. 1.

Vieira, F. M. S. (1999) Avaliação de software educativo: reflexões para uma análise criteriosa. Disponível em: <https://pt.scribd.com/document/222436005/Avaliacao-deSoftware-Educativo-Reflexoes-Para-Uma-Analise-Criteriosa>. Acesso em: 01 mar. 2019.

Zakari, H. M. et al. (2014). A Review of Serious Games for Children with Autism Spectrum Disorders (ASD). International Conference on Serious Games Development and Applications. Springer, Cham, Berlin, Germany. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/291345119_A_Review_of_Serious_Games_for_Children_with_Autism_Spectrum_Disorders_ASD. Acesso em: 01 fev. 2019.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
OLIVEIRA, Uilliam Pereira de; THEREZA, Wesley. Avaliação de Softwares Educacionais: Uma Abordagem Mais Inclusiva para Alunos com Transtorno do Espectro Autista. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 1464-1468. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.1464.