E-PL: Um Objeto de Aprendizagem para o Ensino de Programação Linear

  • Rodrigo Veras UFPI
  • Leonardo de Sousa UFPI
  • Marcos Frazão UFPI
  • Iális de Paula Jr UFC
  • Vinícius Machado UFPI

Resumo


Este artigo descreve o desenvolvimento de um objeto de aprendizagem para o estudo do metodo Simplex denominado E-PL (Ensino de Programação Linear). Este metodo é o principal conteudo da disciplina de Programação Linear (PL) que esta presente em vários cursos superiores ligados a Computação, Engenharia, Contabilidade e Administração. A PL e uma ́ area de pesquisa com aplicac ̧oes em diversos ramos da iniciativa científica, comercial e tecnica. Apesar de seu cunho pratico, grande parte das iniciativas de ensino/aprendizagem ́adota uma estrategia predominantemente teorica. O E-PL pode ser utilizado ́ tanto no ensino presencial quanto a distancia devido ˆ a interatividade com o ` aluno e suas escolhas sao corrigidas e orientadas automaticamente.
Palavras-chave: E-PL, Aprendizagem, Programação Linear

Referências

Amen, B. e Nunes, L. (2006). Tecnologias de informação e comunicação: contribuições para o processo interdisciplinar no ensino superior. Revista Brasileira de Educação Medica , 30(3):171–180.

Bassani, P. B. S. (2009). Trocas interindividuais no forum de discussáo: um estudo sobre as comunidades de aprendizagem em espaços de educação a distância. In XX Simpósio Brasileiro deInformática na Educação - SBIE

Bolgheroni, W. e Silveira, I. F. (2008). Software livre aplicado ao ensino de geometria e desenho geometrico. Inánais do XVIII Congresso da SBC - Workshop sobreInformática na Escola (WIE) , pp 284–293, Belem-PA. UFPA.

Colin, E. C. (2007). Pesquisa Operacional: 170 Aplicações em Estratégia, Finanças, Logística, Produção, Marketing e Vendas . LTC, 1 edição.

Crisostomo, V. L., Crisóstomo, D. G., e Freire, F. S. (2003). Aplicação da programação linear em contabilidade de custos e um sistema de otimização educacional. In Congresos del Instituto Argentino de Profesores Universitarios de Costos (IAPUCO), Punta del Este.

da Silva Brito, G. e Menta, E. (2007). Gepete: Educação bimodal em/para profissioais da educação. In XVIII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE . Mackenzie.

da Silva Moro, E. L., Estabel, L. B., e Santarosa, L. M. C. (2008). Ambientes virtuais de aprendizagem como vivencia educativa, terap eutica e social com adolescentes com fibrose cística internados em isolamento hospitalar. In XIX Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE

de Almeida Paiva, S. M. (2008). A programação linear no ensino secundário. Dissertação de Mestrado, Universidade Portucalense Infante D. Henrique.

de Souza, P. C., Wazlawick, R. S., e Rosatelli, M. C. (2004). Mediadores socio construtivistas em sistemas de aprendizagem colaborativa. In XV Simpósio Brasileiro deInformática na Educação - SBIE , Manaus/AM. UFAM.

Davalos, R. V. (2002). Uma abordagem do ensino de pesquisa operacional baseada no uso de recursos computacionais. In XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção , Curitiba.

Flores, M. L. P. e Tarouco, L. M. R. (2008). Diferentes tipos de objetos para dar suporte a aprendizagem. Novas Tecnologias na Educação , 6(1).

Goldbarg, M. C. e Luna, H. P. L. (2005). Otimização Combinatória e Programação Linear: Modelos e Algoritmos. Campus, 2 edição.

Marquesi, A. L. e Silveira, I. F. (2008). Mapas conceituais aplicados a seleção e organização de objetos de aprendizagem para disciplinas de pré-cálculo em cursos de computação e informática. In Anais do XVIII Congresso da SBC - Workshop sobre Educação em Computação (WEI) , pp 137–146, Belem-PA. UFPA.

Molinari, M. (2007). Ensino de programação linear no curso de engenharia de produção civil na utfpr. In Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia

Passerino, L. M., Santarosa, L. M. C., e Tarouco, L. M. R. (2006). Pessoas com autismo em ambientes digitais de aprendizagem: estudo dos processos de interação social e mediação. In XVII Simpósio Brasileiro de Informática na Educação - SBIE , pp 51–60, Brasília/DF. UNB/UCB.

Pereira, L. F. D., Sampaio, F. F., Oliveira, C. E. T., Lapolli, F., e Motta, C. L. R. (2010). Atelie de objetos de aprendizagem:uma abordagem para o ensino de computação em cursos tecnicos. Revista Brasileira deInformática na Educação ̃ , 18(3):4–18.

Puccini, A. e Pizzolato, N. (1987). Programação Linear . LTC, Rio de Janeiro.

Reategui, E. (2007). Interfaces para softwares educativos. RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação , 5(1).

Santos, R. P., Costa, H. A. X., Resende, A. M. P., e Souza, J. M. (2008). O uso de ambientes graficos para ensino e aprendizagem de estruturas de dados e de algoritmosém grafos. In Anais do XVIII Congresso da SBC - WEI, pp 157–166, Belem/PA.

Schwarzelmuller, A. F. e Ornellas, B. (2006). Os objetos digitais e suas utilizaçõess no processo de ensino-aprendizagem. In Conferencia Latinoamericana de Objetos de Aprendizaje, Guayaquil/Equador.

Valente, J. A. (1993). Computadores e Conhecimento: repensando a educação , Capítulo Diferentes Usos do Computador na Educação, pp 1–23. Gr afica da UNICAMP, Campinas - SP.

Vieira, F. (2003). Avalição de software educativo: Reflex ao para uma análise criteriósa. Disponível em: www.edutec.net/textos/alia/MISC/edmagali2.htm. Acesso em 16 de Agosto de 2011.
Publicado
16/05/2012
VERAS, Rodrigo; SOUSA, Leonardo de; FRAZÃO, Marcos; DE PAULA JR, Iális; MACHADO, Vinícius. E-PL: Um Objeto de Aprendizagem para o Ensino de Programação Linear. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SBSI), 8. , 2012, São Paulo. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2012 . p. 552-563. DOI: https://doi.org/10.5753/sbsi.2012.14440.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##