Uso da Ferramenta Kahoot Transformando a Aula do Ensino Médio em um Game de Conhecimento

  • Ernane Martins Instituto Federal de Goiás
  • Luís Gouveia Universidade Fernando Pessoa

Resumo


Este artigo visa apresentar uma atividade elaborada na plataforma digital Kahoot e analisa seu potencial na aprendizagem. O Kahoot foi utilizado para inserir um recurso tecnológico interativo que se apropria de elementos dos jogos (gamificação) buscando engajar os alunos na aprendizagem. Essa atividade foi aplicada para sessenta e oito alunos das disciplinas de programação web e autoria web do curso técnico em informática para Internet. Constatou-se por meio dos relatos dos alunos e observações que esta atividade pode melhorar a aprendizagem.

Referências

Alves, N. A.; Roza, R. H. (2018). Gamificação no ensino de administração: o uso da plataforma Kahoot em uma disciplina de gestão de projetos. Revista Tecnologias na Educação, Ano 10, v. 25.

Amico, M. R. A., Pra, R., Moraes, J. P. (2017). As aplicações do Kahoot como tecnologia educativa. In: 22º Seminário de Educação, Tecnologia e Sociedade, Taquara, RS. Revista Educacional Interdisciplinar (REDIN), v. 6, n. 1, p. 1-12.

Burke, B. (2015). Gamificar: como a gamificação motiva as pessoas a fazerem coisas extraordinárias. Tradução Sieben Grupe. Editora DVS. São Paulo.

Coil, D. A.; Ettinger, C. L. & Eisen, J. A. (2017). Gut Check: The evolution of an educational board game. PLOS Biology, 15(4), e2001984.

Dellos, R. (2015). Kahoot A digital game resource for learning. International Journal of Instructional Technology and Distance Learning, 12(4), p. 49-52.

Deterding, S.; Dixon, D.; Khaled, R.; Nacke, L. (2011). From game design elements to gamefulness: defining gamification. In: Proceedings of the 15th International Academic MindTrek Conference - MindTrek’11, p. 9–11.

Dicheva, D.; Dichev, C.; Agre, G.; Angelova, G. (2015). Gamification in Education: A Systematic Mapping Study. Educational Technology & Society. v. 18, n. 3, p. 1-14.

Domínguez, A.; Saenz-De-Navarrete, J.; De-Marcos, L.; Fernández-Sanz, L.; Pagés, C.; Martínez-Herráiz, J.J. (2013). Gamifying learning experiences: Practical implications and outcomes. Computers & Education. 63. p. 380-392.

Fardo, M. L. (2013). A Gamificação aplicada em ambientes de aprendizagem. RENOTE – Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 11, n. 1, p. 1-9.

Faria, V. P; Costa, H.; Parreira Junior, P. A. (2016). eQuest: Um Sistema de Resposta para Estudantes Gamificado. In: Congresso Brasileiro de Informática na Educação. p. 280-287.

Figueiredo, M.; Paz, T.; Junqueira, E. S. (2015). Gamificação e educação: um estado da arte das pesquisas realizadas no Brasil. In: Congresso Brasileiro de Informática na Educação. p. 1154-1163.

Gazotti-Vallim, M. A. (2017). Vivenciando inglês com Kahoot. The ESPecialist: Descrição, Ensino e Aprendizagem, 38(1), p. 1-18.

Kahoot. (2018). What is Kahoot. Disponível em: https://kahoot.com/what-is-kahoot/ Acesso em 02 de Mar.

Kapp, K. M. (2012). The gamification of learning and instruction: game-based methods and strategies for training and education. San Francisco: Pfeiffer.

Lee, J. J.; Hammer, J. (2011). Gamification in Education: What, How, Why Bother? Academic Exchange Quarterly. v. 15, p. 1-5.

Morrison, B. B.; Disalvo, B. (2014). Khan academy gamifies computer science. In: Proceedings of the 45th ACM Technical Symposium on Computer Science Education - SIGCSE '14, p. 39-44.

Pereira, S. R. C.; Pimentel, E. P. (2014). Laboratório Virtual Gamificado para o Ensino de Química em Dispositivos Móveis. In: Workshop Sobre Tecnologias Móveis Na Educação. p. 396-405.

Perez, P. V.; Schimidt, T. C. G.; Santos, C. F. (2018). Kahoot como ferramenta de revisão de conteúdo em neurociências. Congresso Internacional de Educação e Tecnologias. p. 1-9.

Rocha, P. S. R.; Lima, R. W.; Macedo, R. L.; Leite, C. R. M. Neto, F. M. M. (2016). Gamificação: Um aplicativo para o ensino da Língua Brasileira de Sinais. In: V Congresso Brasileiro de Informática na Educação - CBIE 2016, p. 896-900.

Rodríguez-Fernández, L. (2017). Smartphones y aprendizaje: el uso de Kahoot en el aula universitaria. Revista Mediterránea de Comunicación, v. 8, n. 1, p. 181-190.

Romio, T.; Paiva, S. C. M. (2017). Kahoot e GoConqr: uso de jogos educacionais para o ensino de matemática. Scientia Cum Industria, v. 5, n. 2, p. 90-94.

Sande, D.; Sande, D. (2018). Uso do Kahoot como ferramenta de avaliação e ensino-aprendizagem no ensino de microbiologia industrial. Holos, Ano 34, v. 1, p. 170-179.

Santaella, L.; Feitoza, M. (2009). Mapa do jogo: a diversidade cultural dos games. São Paulo, SP: Cengage Learning.

Silva, J. B. Da; Andrade, M. H.; Oliveira, R. R. De; Sales, G. L.; Alves, F. R. V. (2018). Tecnologias digitais e metodologias ativas na escola: o contributo do Kahoot para gamificar a sala de aula. Revista Thema, v 15, n 2, p. 780-791.

Tardif, M. (2011). Saberes docentes e formação profissional. 12 ed. Petrópolis, RJ: Vozes.

Trivinos, A. N. S. (1987). Introdução à pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.

Wang, A. I. (2015). The wear out effect of a game-based student response system. Computers and education. vol. 82, p. 217-227.

Yapici, İ. Ü.; Karakoyun, F. (2017). Gamification in Biology Teaching: A Sample of Kahoot Application. Turkish On-line Journal of Qualitative Inquiry, v. 8, n. 4, p. 396-314.

Yin, R. K. (2003). Case Study Research: Design and Methods. 3ed. Thousand Oaks, CA: Sage.
Publicado
11/11/2019
Como Citar

Selecione um Formato
MARTINS, Ernane; GOUVEIA, Luís. Uso da Ferramenta Kahoot Transformando a Aula do Ensino Médio em um Game de Conhecimento. In: WORKSHOP DE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 25. , 2019, Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2019 . p. 207-216. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wie.2019.207.