Uma Análise Interpretativa Pré- e Intra-Pandemia dos Dados de Redes Sociais no Domínio Religioso

  • Maicon Banni Universidade Federal Fluminense
  • Patrick Barreto Universidade Federal Fluminense
  • Daniel Pinheiro Universidade Federal Fluminense
  • Alexandre Gomes Universidade Federal Fluminense
  • Daniela Trevisan Universidade Federal Fluminense
  • José Viterbo Universidade Federal Fluminense http://orcid.org/0000-0002-0339-6624
  • Cristiano Maciel Universidade Federal de Mato Grosso

Resumo


A pandemia de COVID-19 impactou no comportamento das pessoas também no domínio religioso, em que o apoio social e o relacionamento entre membros das comunidades de fé foram restringidos pelo distanciamento social. Neste cenário, redes sociais potencializaram a interação entre as pessoas mediada por tecnologia. Esse trabalho teve por objetivo identificar as alterações de comportamento e demandas relacionadas a religião e espiritualidade causadas pela pandemia do COVID-19, através da observação da interação entre usuários em redes sociais durante o período anterior e posterior ao início da pandemia. Para isso, foi empregada a técnica de observação não participante, com a posterior visualização de dados em nuvens de palavras e uma análise interpretativa e qualitativa a partir das mensagens coletadas. Os resultados apontaram uma crescente demanda religiosa via redes sociais, indicando que plataformas especializadas nesse domínio poderiam agregar valor ao engajamento entre os fiéis e suas comunidades.

Palavras-chave: COVID-19, Pandemia, Redes Sociais, Espiritualidade, Domínio Religioso

Referências

Balloussier, A. V. (2020). Cara típica do evangélico brasileiro é feminina e negra, aponta Datafolha. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/01/cara-tipica-do-evangelicobrasileiro-e-feminina-e-negra-aponta-datafolha.shtml. Acesso em: 13 de jul. de 2020.
Baraybar-Fernández, A., Arrufat-Martín, S., e Rubira-García, R. (2020). Religion and social media: Communication strategies by the spanish episcopal conference. Religions, 11(5):239.
Durkheim, E. (2000). Formas elementares da vida religiosa: O sistema totêmico na austrália (p. neves, trad.).
Faimau, G. e Behrens, C. (2016). Facebooking religion and the technologization of the religious discourse: A case study of a botswana-based prophetic church. Online Heidelberg Journal of Religions on the Internet, 11.
Geertz, A. W. (2010). Brain, body and culture: A biocultural theory of religion. Method & Theory in the Study of Religion, 22(4):304–321.
Gil, A. C. (2010). Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. reimpr. São Paulo: Atlas, 201.
Golinelli, Davide e Boetto, E. e. C. G. e. L. M. P. e. F. M. P. (2020). How the covid19 pandemic is favoring the adoption of digital technologies in healthcare: a rapid literature review. medRxiv.
Hara, V. T. d. M. (2015). Webfé: Religiões nas mídias sociais e proposta de aplicativo para os ciber-fieis.
Heimerl, F., Lohmann, S., Lange, S., e Ertl, T. (2014). Word cloud explorer: Text analytics based on word clouds. In 2014 47th Hawaii International Conference on System Sciences, pages 1833–1842. IEEE.
Levy, P. A. (2003). A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço.
Maciel, C. e Garcia, A. C. B. (2006). Demil: An online interaction language between citizen and government. In Proceedings of the 15th International Conference on World Wide Web, WWW ’06, page 849–850, New York, NY, USA. Association for Computing Machinery.
Maciel, C. e Pereira, V. (2013). Social network users’ religiosity and the design of post mortem aspects. volume 8119, pages 640–657.
Maia, Berta Rodrigues e Dias, P. C. (2020). Ansiedade, depressão e estresse em estudantes universitários: o impacto da covid-19. Estudos de Psicologia (Campinas), 37.
Prates, R. O. e Barbosa, S. D. J. (2006). Avaliação de interfaces de usuário–conceitos e métodos. 2003. PEDROZA, Natan, page 11.
Wyche, S. P., Hayes, G. R., Harvel, L. D., e Grinter, R. E. (2006). Technology in spiritual formation: an exploratory study of computer mediated religious communications. In Proceedings of the 2006 20th anniversary conference on Computer supported cooperative work, pages 199–208.
Zanelli, J. C. (2012). Pesquisa qualitativa em estudos da gestão de pessoas. estudos de psicologia. 7:79–88.
Publicado
26/10/2020
Como Citar

Selecione um Formato
BANNI, Maicon; BARRETO, Patrick; PINHEIRO, Daniel ; GOMES, Alexandre ; TREVISAN, Daniela; VITERBO, José; MACIEL, Cristiano. Uma Análise Interpretativa Pré- e Intra-Pandemia dos Dados de Redes Sociais no Domínio Religioso. In: WORKSHOP SOBRE ASPECTOS DA INTERAÇÃO HUMANO-COMPUTADOR NA WEB SOCIAL (WAIHCWS), 11. , 2020, Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020 . p. 1-8. ISSN 2596-0296. DOI: https://doi.org/10.5753/waihcws.2020.12341.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)